A Rinoplastia

A Rinoplastia
Rate this post

As pessoas vêm procurando cada vez mais por cirurgias plásticas para corrigir aquilo que lhes parece imperfeito em seu corpo. A Rinoplastia tem sido uma das mais procurada nos consultórios para corrigir o que incomoda na área do nariz.

O que é a rinoplastia?

É uma cirurgia plástica para fazer alguma correção estética do nariz desde aumentar ou diminuir o nariz, afinar as asas nasais ou diminuir a giba óssea. A rinoplastia teve sua origem no final do século IX e o início do século XX.

Muitas vezes a cirurgia se associa com outros procedimentos como um que corrija o septo nasal, ou uma cirurgia para retirar da chamada “carne esponjosa”, que está ligada à presença de alergias.

A rinoplastia pode ser realizada a partir dos 15 anos.

Tipos de rinoplastia

Há duas técnicas usadas na rinoplastia: a aberta (exorrinoplastias) e a fechada (endonasal).

Aberta:é feita uma pequena incisão na base do nariz, entre as narinas, e na parte de dentro de cada narina, sendo indicada para casos de necessidade de grandes alterações na ponta do nariz.

Técnica fechada:ocorrem incisões apenas dentro das narinas. Ela exige um bom cirurgião que possa. Fazê-la sem ver, o cirurgião plástico vai trabalhar sem que a pele do nariz do paciente seja levantada. Esse procedimento é mais rápido e o resultado final é um formato mais natural, a recuperação é mais rápida sem nenhuma cicatriz aparente.

Anestesia

Ela pode ser geral ou local, na geral o paciente é entubado, com ajuda de aparelhos para auxiliar na respiração. A cirurgia dura 2 horas.

O paciente é liberado no mesmo dia.

Procedimentos feitos juntos com a rinoplastia

A rinoplastia pode ser feita junto com procedimentos como a correção do septo nasal, a turbinectomia e cirurgia das pálpebras.

Exames necessários:

Exames básicos: sangue, avaliação cardiológica, dosagem de sódio, potássio, ureia e creatinina e coagulograma.

Possíveis exames complementares:a tomografia computadorizada, raio-x da face e nasofibroscopia.

 

Pré-operatório

Faça jejum de oito horas e suspensão por no mínimo sete dias do uso de anticoagulantes.

Pós-operatório

Geralmente, o paciente é liberado no mesmo dia. Não há muita dor, mas pode ser necessário alguns analgésicos. Os hematomas desaparecem só em 3 semanas.

Nos dias de hoje, é comum o uso de um plástico enrijecido, para ajudar na fixação do nariz. Ele deve permanecer por 1 semana e os tampões são retirados logo no segundo dia.

Respirar é mais difícil na primeira semana, por causa dos coágulos no nariz. O médico pode indicar um descongestionante nasal. A alimentação precisa ser pastosa e o repouso deve ser absoluto nos primeiros sete dias. Os esforços físicos apenas depois de dois ou três meses da realização da cirurgia. Para ajudar a diminuir o inchaço, você pode fazer sessões de drenagem linfática e usar malhas de compressão.

Na primeira semana é preciso dormir com a cabeça elevada, pois, ainda, pode acontecer sangramentos. Evite situações que possibilitem chocar o nariz.

Os curativos precisam ser mantidos por 15 dias, sete dias com o plástico enrijecido e sete, só, com fita adesiva porosa.

Ficam cicatrizes

As cicatrizes são praticamente imperceptíveis, pois as incisões são pequenas e em locais discretos. Se houver algum problema de cicatrização, existem tratamentos isto. Vão desde cremes com corticoide e placas de silicone para pôr na cicatriz ou injeções de corticoide.

A indicação depende do grau e da indicação de seu médico.

Protetor solar

Depois da rinoplastia é preciso um uso rigoroso de protetor solar, para que não apareçam manchas.

Contraindicações

É contraindicada para pessoas com doenças prévias em fase aguda, mulheres que estão amamentando e pessoas em uso de medicamentos anticoagulantes.

Riscos da rinoplastia

Os riscos são sangramento abundante e dificuldade para respirar pós-operatório. Com qualquer cirurgia, a rinoplastia inclui riscos de infecção e relacionados à anestesia.

Rinoplastia em homens e mulheres

 

A cirurgia é um pouco diferente quando se trata de gênero. O cirurgião plástico faz uma avaliação do paciente, tendo em mente o sexo, fisionomia, biótipo, expectativas, insatisfações pessoais, fator psicológico, complicações emocionais.

O procedimento cirúrgico é igual para ambos os sexos, mudando só os resultados. Os homens preferem um resultado discreto, sem levantar muito a ponta do nariz. Já as mulheres querem ficar mais femininas e delicadas.

Preço

O valor para fazer a cirurgia irá variar, mas o preço gira por volta de R$ 3.000 a R$ 12.000, dependendo do cirurgião, da complexidade do procedimento, custo da anestesia, internação no hospital, remédios, consultas posteriores e etc.

Rinoplastia pelo SUS

É possível fazer uma rinoplastia pelo SUS, mas as cirurgias não devem ser só por questão estética. Para fazer a rinoplastia a pessoa precisa ter e comprovar que é associada a algum problema de saúde como: deformidade grave que gere algum tipo de preconceito. Você precisará:

Marcar uma consulta no Posto de Saúde da sua localidade.

Explicar a situação ao médico e sua vontade de realizar a cirurgia.

Se for aprovado, o caso é encaminhado para um hospital que disponibilize essa cirurgia.

Como qualquer procedimento pelo SUS, há uma fila para o procedimento.

O que comer antes e depois de uma cirurgia de rinoplastia

Antes da cirurgia

Beba muita água, parar de consumir bebidas açucaradas, assim, como o consumo de doces. Muito açúcar liberará muita insulina, com isso, seu corpo pode criar resistência a ela depois da cirurgia, pois o corpo não está, ainda, recuperado.

Depois da cirurgia

A água é importantíssima para manter o corpo hidratado na cirurgia e para depois dela. Tome, principalmente, água gelada, pois contribui para que o corpo trabalhe melhor e mais rápido.

Quinze dias antes e trinta dias depois, pare de comer alimentos industrializados e são consuma os naturais. Os industrializados têm muita gordura trans, frutose e aromatizantes artificiais que dificultam e atrasam o processo de recuperação.

Alimentos recomendados e evitados antes e depois

Alimentos que são recomendados:beber muita água, melancia, melão, abacaxi, iogurtes, ovos, abacate, cenoura, beterraba, abóbora, cenoura, damasco, manga, espinafre, couve, tomate, uva, goiaba, castanha-do-pará, salmão, atum, fibras, limão.

Alimentos que devem ser evitados:doces, bebidas alcoólicas e chocolates.

Leave a Reply