Abdominoplastia: quando fazer uma remover gordura ou pele abdominal?

Abdominoplastia: quando fazer uma remover gordura ou pele abdominal?
5 (100%) 5 votes

A Abdominoplastia é a intervenção cirúrgica que consiste na extirpação do excesso de pele e gordura do abdômen e na correção da flacidez muscular. Esta situação de excesso de pele e relaxamento da parede abdominal geralmente ocorre em pacientes que tiveram ganho de peso e perda subsequente, ou em mulheres que tiveram várias gestações. A abdominoplastia deixa a barriga mais plana e firme com uma redução da cintura.

Quem pode fazer a Abdominoplastia

Uma série de requisitos ou condições devem ser avaliados pra operação, como ter um bom estado geral de saúde, flacidez abdominal, ter a força de vontade necessária para manter um estado de vida saudável após a cirurgia e assim manter os resultados obtidos. Além disso, pessoas que passam por esse tipo de procedimento cirúrgico devem levar em consideração:

Não tem planos de gravidez próximos.

É contraindicado em fumantes devido ao risco de necrose.

É importante nunca fazer uma abdominoplastia devido a pressões externas e estar totalmente seguro da decisão antes de iniciar o processo. Depois de ter todos os requisitos, você pode prosseguir com a operação da barriga.

Como funciona a Abdominoplastia?

A intervenção é realizada sob anestesia geral ou peridural; uma incisão é feita acima dos pelos púbicos que se estende em direção aos quadris. A pele do abdome é liberada e os músculos abdominais são reforçados com suturas. O excesso de pele é puxado para baixo e removido.

A reconstrução abdominal é realizada por plicatura, uma técnica que consiste em unir e fortalecer os músculos retos da parede abdominal com suturas. Isso ocorre porque, durante cada gravidez ou com obesidade, o abdome tende a relaxar, separando os músculos na forma de uma hérnia chamada diástase do músculo reto abdominal.

Uma lipoaspiração do contorno corporal pode ser associada para melhorar a silhueta de maneira mais harmônica.

A intervenção é realizada em ambiente ambulatorial ou a internação hospitalar e geralmente leva de 24 a 48 horas.

Recuperação da Abdominoplastia

Os pacientes submetidos a abdominoplastia precisam ter pelo menos uma semana de descanso total fora do trabalho.

Evitar e diminuir a pressão na ferida é essencial para garantir uma recuperação mais rápida. Em geral, os drenos são geralmente aplicados por um período de aproximadamente uma semana para ajudar a eliminar fluidos.

A dor e a inflamação são comuns após a operação, porém com a medicação indicada pelo médico são controladas. É necessário usar um cinto especial por um período não superior a 3 meses.

O retorno às atividades diárias pode variar normalmente entre 10 a 15 dias de duração, dependendo do tipo de atividades que a pessoa se compromete e recuperação, por isso é importante conversar com o cirurgião para compreender todos os requisitos de uma recuperação segura e rápido.

Recomenda-se não realizar atividades extenuantes por pelo menos 6 semanas, nem fazer grandes esforços nos primeiros três meses após a intervenção. Durante a recuperação de uma abdominoplastia, é importante levar em consideração o seguinte:

– Manter uma dieta e exercício constante. Exercício e dieta saudável antes de se submeter à cirurgia ajudam a ter uma recuperação mais rápida e menos dolorosa. Após a cirurgia, você deve abster-se de qualquer esforço físico. Uma vez alcançada a recuperação bem-sucedida, você pode retomar lentamente as rotinas para tonificar melhor os músculos do abdômen.

Benefícios da Abdominoplastia

Há muitos benefícios cosméticos e de saúde que foram alcançados através deste procedimento cirúrgico.

Remoção do excesso de gordura

A abdominoplastia elimina o excesso e o acúmulo de gordura na região abdominal.

Retida do excesso de pele

Devido ao envelhecimento a pele perde a elasticidade e apresenta maior flacidez. Com este procedimento cirúrgico é possível aumentar um pouco os níveis de elasticidade, conseguindo uma maior tonificação e endurecimento da pele.

Remoção de estrias

Permite eliminar as estrias da parte inferior do abdômen. O desaparecimento de estrias na região abdominal superior não é garantido com este procedimento.

Redução de varizes e obstruções vasculares

 

Ao reduzir a pressão abdominal, é possível reduzir as varizes, pois tende a enfraquecer as veias das pernas, causando esse tipo de problema vascular.

Redução da pressão arterial

Por ter um peso ideal, a pressão arterial permanece estável e em níveis ótimos. Juntamente com o funcionamento do estômago, é possível alcançar um estilo de vida mais saudável.

Redução dos níveis de colesterol

Ao eliminar o excesso de gordura, os níveis de HDL, chamados de bom colesterol aumentam. Esta diminuição no LDL diminui o risco de doenças como a aterosclerose e outras doenças cardiovasculares.

Aumenta a expectativa de vida

Ao reduzir o risco para as principais doenças que ameaçam a sua saúde (por exemplo, doença cardíaca), aumenta automaticamente a expectativa de vida da pessoa.

Reduz outros tipos de dor

Algumas dores comuns, como dores nas costas, tendem a ser causadas por más posturas. Junto com a remodelação abdominal e a tensão muscular, é possível ajudar a reduzir as dores nas costas. Menos peso também significa menos carga nas articulações: quadris, joelhos, tornozelos…

Riscos da abdominoplastia

Como todos os procedimentos cirúrgicos, a abdominoplastia não está isenta de possíveis riscos e complicações. Embora seja um procedimento muito seguro, os riscos podem depender da anestesia fornecida e do procedimento realizado corretamente.

É importante analisar e consultar cuidadosamente o cirurgião responsável para obter uma melhor compreensão dos riscos e resultados esperados.

Embora as reações à anestesia geralmente não sejam comuns, elas podem ser sérias. Os riscos mais comuns podem ser:

 

Infecções que são tratadas com o fornecimento de antibióticos, além das curas correspondentes à ferida.

Inflamação e dor são normais no processo de cura, no entanto, em alguns casos, esse tempo pode prolongar causando mais dor do que o esperado.

A dor acompanha todos os tipos de cirurgia e procedimento cirúrgico, para isso é utilizado o uso de analgésicos, podendo ocorrer complicações quando se é alérgico a este tipo de medicamento. A dor intensa pode representar alguma complicação da cirurgia, por isso é importante manter contato com o cirurgião.

Contusão é outro fator de risco durante a abdominoplastia, geralmente pode ser tratada com outros procedimentos cirúrgicos.

Referindo-se à estética, as cicatrizes e o processo de cicatrização são algo imprevisível durante a operação. Há sempre o risco de apresentar de uma linha que não é muito visível, ou invisível, para uma cicatriz grande e feia. As cicatrizes podem ser tratadas por outros tipos de intervenções médicas.

Alteração da sensibilidade presente na parede abdominal, geralmente é temporária na maioria dos casos.

Abrindo as feridas, é importante dedicar o devido cuidado a elas.

Para voltar para a página inicial é só clicar aqui, beijos e até a próxima!

Leave a Reply