Derrame ocular: Saiba como acontece, sintomas, prevenção e mais

Derrame ocular: Saiba como acontece, sintomas, prevenção e mais
Rate this post

Os olhos são um dos órgãos mais sensíveis e delicados. Um mero grão de poeira ou nossos próprios cílios, já causam desconforto. A isso se acrescenta que eles são o órgão que dá um dos cinco sentidos, considerado por muitos como o mais importante: a visão. É por isso que qualquer trauma pode gerar uma lesão, desde uma pequena irritação até algo mais grave como uma laceração, por isso o derrame ocular é um dos mais comuns.

O que é derrame ocular?

O olho é formado por várias estruturas, entre as quais, por exemplo, a íris, que é aquele círculo colorido que cada pessoa tem diferente; a pupila, o furo central através do qual a luz entra então processada como imagem, ou a córnea, que é uma camada curvo situado na proteção da pupila e da íris do lado de fora.

Quando qualquer dessas partes romper parte de usa estrutura causando. Hemorragia diz que ocorreu um derrame nos olhos que são pequenas manchas vermelhas que aparecem na parte branca do olho ou da esclera quando na primeira base do olho.

Hemorragias na córnea são encontradas no espaço entre a íris e a córnea, caso em que são um pouco mais difíceis de detectar (a menos que o sangramento seja muito grande).

A hemorragia ou derrame ocular podem aparecer após um trauma, ou mesmo sem razão aparente, mas é muito importante detectar e consultar o médico o mais rápido possível para evitar a perda da visão.

Causas do derrame ocular

As causas do derrame nos olhos são diversas e, muitas vezes, uma hemorragia pode aparecer espontaneamente sem motivo aparente. O mais comum é que essas lesões têm uma origem traumática; Em esportes como o futebol, por exemplo, boladas e cotovelos nos olhos são normais.

No entanto, além do trauma contuso, pode haver outras razões, tais como:

Malformações ou anormalidades nos vasos sanguíneos do olho, que podem levar ao vazamento espontâneo de sangue e causar sangramento.

Câncer de olho que afeta esses vasos de alguma forma.

Inflamação de qualquer uma das camadas que compõem a estrutura ocular, como a conjuntiva ou a óvea.

Oclusão venosa na retina.

Alta pressão nos capilares, relacionada a tosse ou espirros fortes, grandes esforços, ou no caso de pessoas com pressão alta.

Certas doenças do sangue, como alguns tipos de anemia, também podem causar hemorragias oculares.

Pessoas com diabetes avançado têm maior risco de sofrer derrame ocular, uma vez que a circulação capilar está comprometida e é possível que os vasos sejam afetados.

Sintomas de um derrame ocular

Dependendo da causa e do tipo de hemorragia ocular, se observa um sintoma ou outro, e às vezes até o derrame ocular pode aparecer sem nenhum sintoma associado. Mas há certos sinais de que se deve saber como detectar sinais de alerta e que indicam a necessidade de recorrer à assistência médica para ser tratado rapidamente, já que a pessoa afetada por esse tipo de vazamento pode perder a visão.

– Hemorragias subconjuntivais: observa-se uma mancha vermelha, que pode ser tão pequena quanto um ponto, ou ocupar todo o olho, caso em que a esclera (a parte branca) aparecerá toda colorida de vermelho.

Normalmente, esse tipo de hemorragia é indolor e não é acompanhado por outros sintomas, desde que você tenha a sensação de que há algo no olho, mas geralmente não é muito irritante. Eles desaparecem depois de alguns dias.

– Hemorragias na córnea são mais graves e apresentam outros sintomas:

Pequenas hemorragias nem sempre são visíveis, especialmente em pessoas com olhos escuros. Se for uma hemorragia grave, parecerá que o olho está cheio de sangue da parte da íris.

Há dor ocular persistente, como pressão.

A pessoa tem fotofobia ou sensibilidade à luz.

A visão também será afetada, como desfocada ou turva. Você pode bloquear a visão total ou parcialmente.

Se o olho de perfil é observado, fica mais saliente pela parte da íris e da pupila.

O que fazer no caso de um derrame nos olhos?

O essencial quando se trata de um derrame ocular é aprender a detectar. Hemorragias subjuntivas são muito óbvias, mas hemorragias corneanas são mais difíceis de serem notadas. A percepção rápida e o tratamento do último podem salvar os olhos.

Hemorragias subjuntivas não necessitam de tratamento médico e desaparecem espontaneamente após alguns dias. O sangue é gradualmente absorvido e não se assuste se o olho ficar amarelado, pois faz parte do processo de absorção.

Hemorragias na córnea requerem mais atenção, como:

– Vá para os serviços de emergência o mais rápido possível.

– Se o sangramento for pequeno, pode não precisar de tratamento.

– Você pode usar gaze ou remendos para manter os olhos fechados. Mas, tenha cuidado, nunca aplique pressão no olho.

– Não tome medicamentos como o ibuprofeno ou a aspirina para aliviar a dor, pois podem piorar o sangramento.

– Mantenha sempre a cabeça elevada, por exemplo, usando o travesseiro duplo quando estiver deitado; assim facilitaremos a drenagem do sangue.

– Mantenha o descanso e limite a atividade física. Deve-se deixar o olho se recuperar.

Na maioria dos casos, o médico dá instruções como essas e, geralmente, o problema é resolvido espontaneamente. Se for muito grave, pode ser necessário evacuar o sangue cirurgicamente. Além disso, você deve procurar o atendimento de emergência se:

– A hemorragia reaparece em breve.

– A dor se torna mais e mais intensa.

– A visão ficar completamente perdida.

Muitas dessas lesões são facilmente evitáveis, especialmente aquelas causadas por trauma. Use sempre óculos de segurança ou algum tipo de proteção, por exemplo, ao jogar esportes de contato e cuidado com o que está próximo.

Siga sempre os tratamentos para hipertensão e diabetes, e informe o seu médico se notar desconforto ocular recorrente para evitar mais problemas.

Obviamente, se nota dor ou problemas de visão, deve consultar o especialista em oftalmologia sem demora. No entanto, o habitual é que o derrame mais comum que, além disso, se cura após 5 ou 10 dias sem necessidade de tratamento ou qualquer intervenção mais.

O artigo vai acabando por aqui mas caso você queria voltar para a página inicial é só clicar aqui.

Leave a Reply