Dicas para engravidar mais rápido

Dicas para engravidar mais rápido
Rate this post

 

Se você está com dificuldades para engravidar, saiba que há formas para influenciar, positivamente, sua vontade de ser mãe. Pode serem usados alguns métodos para induzir a ovulação, mas é importante ser examinada por um médico especialista, para saber qual a melhor solução para o seu problema.

Pré-gravidez

Antes de pensar em engravidar, é preciso fazer exames, pois ele pode ajudar a detectar possíveis problemas hormonais e evitar tentativas frustradas de engravidar. Algumas mulheres descobrem ao fazer os exames que possuem algo que possa dificultar as coisas como ter ovários policísticos ou desequilíbrio hormonal. Vale ressaltar que o casal e, não só a mulher, devem fazer os exames.

 Engravidar naturalmente ou com ajuda de remédios

Para engravidar rapidamente e de forma natural precisa acontecer a ovulação, sem ela não pode haver período fértil e nem chance de gravidez.  Existem alguns alimentos que são muito nutritivos e ricos em estrogênio, que ajudam a aumentar a fertilidade e induzem a ovulação como o inhame, sementes de girassol, avelã, óleo de girassol, óleo de amêndoa, castanha-do-pará, pistache, ostras, carne vermelha, fígado, sementes de abóbora, feijão de soja, amêndoa, amendoim, sardinha, arenque, salmão, atum, sementes de chia, sementes de linhaça, nozes, gérmen de trigo, farelo de trigo, bacalhau, couve de bruxelas, banana, manga, soja, abacaxi, leite integral, fibras, linhaça moída.

É importante cortar hábitos ruins como fumar, usar drogas ilícitas, consumir muitas bebidas alcoólicas. E, é uma boa ideia, fazer exercícios regularmente e diminuir o stress e a ansiedade.

Mas, às vezes, é necessário utilizar remédios para fazer engravidar. A medicação irá depender do tipo de problema, mas, normalmente, os médicos receitam remédios para induzir a ovulação. O mais comum é o citrato de clomífeno na forma ou injetáveis. Também há tratamentos como a inseminação intrauterina e fertilização in vitro.

Obs.: As bebidas alcoólicas diminuem a fertilidade de homens e mulheres, pois podem interferir a produção dos hormônios. Isso atrapalha a ovulação e compromete da qualidade e quantidade de sêmen.

O dia da ovulação

É importante sabermos o dia da ovulação. Ela ocorre durante o período fértil, que dura em média 6 dias, para identificar esse período, é necessário observar certos sintomas. Se não acontecer a ovulação, não há um período fértil e, então, não haverá chances de engravidar.

Um óvulo dura por 12 a 24 horas, durante esse período o espermatozoide precisa encontrar o óvulo para a fecundação. Os espermatozoides sobrevivem de 3 a 7 dias. Ter relações sexuais durante esses dias antes da ovulação é fundamental para poder engravidar mais rapidamente.

Para saber o seu período fértil, é preciso observar quantos dias dura o seu ciclo menstrual, em média pode ser de 21 a 40 dias. Ele começa no primeiro dia da menstruação e termina um dia antes de se menstruar de novo.

Não é difícil saber o dia da ovulação do mês anterior, com um ciclo de 28 dias, por exemplo, a ovulação acontece 14 dias depois do 1º dia do ciclo menstrual anterior. Normalmente o período fértil é em média 6 dias, sendo, assim, a ovulação aconteceu três dias antes ou três dias depois. Não existe um dia certo e sim um período que varia para ocorrer a ovulação. Para saber o dia certo, você pode usar um teste de ovulação na farmácia, que vai dizer os dias certos da sua ovulação.

Posições que irão te ajudar a engravidar

A posição ajuda quem quer ter um filho. O útero feminino, normalmente, possui uma entrada virada para frente, entrada virada para trás ou, ainda, em posição de medioversão. A posição na hora em que o esperma entra dentro do útero faz diferença para ele seguir o fluxo com mais facilidade, favorecendo para a gravidez acontecer.

Úteros virados para frente:a melhor posição é posição papai e mamãe, ou seja, o homem fica em cima da mulher na hora do sexo. Desse jeito, o homem consegue ejacular os espermatozoides na entrada do útero.

Útero virado para traz: a melhor posição é quando o homem ejacula de frente para o útero, ou seja, fazer sexo de 4 ou deitada de costas tipo papai e mamãe.

Tem outras posições como a mulher por cima, pois facilita o orgasmo feminino dando mais chances para o espermatozoide subir pelo útero com maior facilidade.

Para saber a posição do útero é preciso fazer um ultrassom.

Mulheres que permanecem deitadas de barriga para cima durante 15 minutos, após o sexo tem mais chances de engravidar. Pois, assim, os espermatozoides seguem seu caminho para o óvulo sem grandes problemas.

O dia da ovulação

Se você já sabe a data da ovulação, comece a se programar para as relações sexuais nesse período. Tenha relações alguns dias antes e depois da ovulação. Os espermatozoides têm a capacidade de sobrevivem no corpo por alguns dias, te dando um bom intervalo para tentar engravidar novamente.

Porém, é preciso avisar que o homem precisa ejacular antes do período fértil, para não acontecer um grande acúmulo de espermatozoides mortos.

Evite a ansiedade e o estresse

A pressa para engravidar, pode deixar as mulheres ansiosas demais. Mas lembre-se que a ansiedade e o estresse diminuem as chances de você engravidar.

As glândulas que controlam os hormônios da ovulação, não agem de forma eficiente quando você está nervosa, atrasando a ovulação ou impedindo que o óvulo seja liberado durante o período fértil.

Se divirta durante o sexo, sem pensar na gravidez. Curtir o momento com despreocupação pode aumentar as possibilidades de engravidar.

Banhos quentes, ficar com o notebook muito tempo em cima da barriga ou andar de bicicleta, ajudam a diminuir a quantidade de espermatozoides.

Médico

Antes de tentar engravidar, o ideal é se consultar com um ginecologista para saber se a ovulação está acontecendo da forma certa.

A gravidez espontânea ocorre, com maior frequência, nos primeiros três meses de tentativas. Se você começar a desconfiar que você ou seu parceiro tem algum problema que dificulta a gravidez, está na hora de pensar na possibilidade de ir atrás de um médico especialista.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Leave a Reply