Dieta Ravenna: perder peso com a mente

Dieta Ravenna: perder peso com a mente
5 (100%) 7 votes

Dieta Ravenna é a uma forma de alimentação hipocalórica que ajuda a atingir o peso ideal, se apoiando, além da nutrição, nos pilares da psicologia e da medicina.

Nas últimas três décadas passaram pelos diferentes centros do Dr. Máximo Ravenna pacientes que tiveram uma perda de peso incrível e muitos ainda conseguem manter o peso ideal depois de anos e isto é o que garante a essa forma de alimentação.

O que é dieta Ravenna?

Há alguns anos o psicólogo argentino Máximo Ravenna criou um método lembra a maneira pela qual outras áreas lidam com dependências como o tabaco, álcool ou jogos de azar. Analisadas de perto, o médico afirma essas patologias não estão tão longe da compulsão sofrida por comida por pessoas obesas.

A metodologia da dieta Ravenna se baseia nas razões psicológicas que impedem a perda de peso para a maioria das pessoas. É uma terapia que trata pessoas com excesso de peso como dependentes de alimentos, com recaídas e problemas para superar.

Como funciona a dieta Ravenna?

A partir do momento em que uma pessoa que tem muitos quilos extras e se convence de que solução depende só dela. Alguns princípios começam a ser trabalhados:

– Corte: trata-se de acabar com os excessos à hora do almoço.

– Distância: com comida e entre as refeições.

– Medida: Para perder peso, deve-se tentar comer a metade.

600 calorias

O consumo diário passa a ser de 600 calorias! Você já está pensando que vai passar fome… Mas não é o contrário. O segredo para a dieta Ravenna funcione é que a mente das pessoas podem ser trabalhadas: manutenção, comportamento alimentar e comportamento na vida em geral.

As pessoas tem que acreditar que quem come 4.000 ou 5.000 calorias consegue 500. Quanto mais se come, mais fome se tem. Quanto mais se tem, mais quer ter. Nessa mesma linha, quanto menos se come, menos se quer.

No ciclo da dieta de Ravenna, primeiro, deve-se lembrar que é uma dieta de baixa caloria e que você pode ir de 600 a 800 calorias, de 800 a 1000. Procurando o peso que está mais próximo do ideal para seu corpo.

Quanto tempo passa até o corpo se ajustar a alimentação a apenas 600 calorias por dia? Vinte e quatro ou quarenta e oito horas e nada mais. Tudo é uma questão de se organizar para não comer a cima da meta. Um exemplo é quando você vai a um restaurante e come pão. Por que há uma cesta de pão em um restaurante? Para aguçar seu apetite.

Existem certos alimentos que estimulam o apetite. É por isso que, inicialmente, se retiram as farinhas da alimentação, que na verdade não servem muito, exceto para fazer você querer voltar a comer mais farinhas ou mais refeições. Muitas vezes, a fome é um desejo de comer e em ocasiões diferentes, o desejo de comer é o desejo de outra coisa.

Trabalhando o emocional na dieta Ravenna.

É mais difícil para um individuo que tem oito quilos a mais crônicos do que outro com 40 quilos a mais, adquiridos recentemente, mas em qualquer situação deve se afastar às farinhas, que são o que fazem o vício básico nos biscoitos, pizzas, empanadas etc.,  gordura também não deve entra na alimentação e trabalhar a cabeça.

Mostre a sua mente que você ainda pode emagrecer sem ter que passar por uma cirurgia, sem ter que tomar pílulas, que você é dono de seu comportamento na frente da comida, que a comida não precisa ser comida por você. Trabalhando a cabeça e acreditar de novo na autoestima.

Não se sobrecarregar com o estigma de que a pessoa gorda não pode ser normal. O homem gordo já foi magro e quer ser o que ele já foi. Então você tem que passar por um estágio de manutenção. Participar de grupos, onde hajam pessoas com o mesmo problema.

Os “viciados” em comida precisam estar perto de um terapeuta?

Você tem que estar perto de alguém que viva os mesmos problemas que os seus, pode ser psicanalista ou um grupo que possa apoiar seu emagrecimento. Muitas um pessoa gorda se deprime pelo seu passado. É por isso que procurar grupos positivos, ajuda.

Com um terapeuta o objetivo é romper com o prazer que uma pessoa obesa recebe durante o momento que leva ela transgredir a dieta. É dado a ela ferramentas para aprender a evitar uma alimentação inadequada é muito difícil parar quando ele decide comer de novo.

Comer menos não apenas reduz a saciedade e o apetite, mas também estimula diferentes neurotransmissores para que você se sinta mais feliz, aumente a capacidade imunológica do seu corpo e gere mais endorfinas. Na verdade, diferentes doenças na pele melhorarem, estando bem existe menor chance de querer voltar ao seu estado anterior.

O que se come na dieta Ravenna

 

A ideia fundamental da dieta de Ravenna é que as farinhas são o maior perigo. Os carboidratos secretam uma substância que gera insulina e isso significa que, em vez de ficar saciado, você vai querer comer mais.

Os alimentos nos quais se essa forma de alimentação se baseia são:

– No café da manhã: cereais, frutas, algumas fatias de peru ou iogurte.

– No lanche: Mussarela, peru, 1 iogurte + 1 cítrico ou pêra.

– Nas Refeições e jantares:

1 prato (sobremesa) de legumes e tomate (cru e / ou cozido) com 1 colher de chá de azeite,

Sal moderado

Vinagre ou limão

Carne sem pele

1 filé de pescada grelhada

1/2 lata de cavala natural

1 omelete de queijo francês

1 bife de carne grelhada

Laticínios: queijo magro

Clara do ovo.

Carnes sem gordura

Frango sem pele, grelhado ou assado

Peixe fresco ou embalado na hora

Vegetais crus ou cozidos, sozinhos ou em preparações como saladas, assados, puré, como guarnição, etc.

Frutas

Métodos de cozimento: cozidos, assados ou grelhados.

Água mineral com ou sem gás.

Sucos sem açúcar e refrigerantes.

Café, chá e infusões.

Milhares de estrelas já aderiram a dieta Ravenna que pode ser feitas com suporte nas clinicas de psicologia espalhadas pelo país.

 

Leave a Reply