Gastrite: saiba o que é, sintomas, como prevenir e tratar

Gastrite: saiba o que é, sintomas, como prevenir e tratar
Rate this post

A gastrite é uma patologia que não é rara e é bastante comum graças a agentes que são facilmente encontrados na vida das pessoas como o estresse, álcool, determinados alimentos e muitas outras razões. Aqui você descobre como tudo sobre essa enfermidade e bem como você pode tratar.

O que é gastrite

A gastrite é a inflamação da mucosa que reveste as paredes do estômago. O revestimento do estômago contém células que secretam enzimas e ácidos que auxiliam na digestão e que, quando inflamadas, causam desconforto.

O que causa gastrite?

Os principais fatores que podem gerar uma inflamação no revestimento do estômago são:

– Medicamentos: alguns remédios, como ácido acetilsalicílico (Aspirina), naproxeno (Flanax) ou ibuprofeno.

– Infeções do estômago com a bactéria Helicobacter pylori, ou viral, principalmente em pessoas com déficits no sistema imunológico.

– Ingestão de substâncias corrosivas: abuso de álcool ou qualquer elemento que funcione como algum tipo de veneno para o corpo.

– Ingestão de alimentos condimentados

– Consumo de cocaína.

– Cigarro

– Refluxo da bile no estômago ou refluxo biliar.

– Distúrbios autoimunes

– Estresse excessivo

Outras condições menos comuns que podem causar gastrite são o fato de passar por uma grande cirurgia ou sofrer de uma doença gástrica que pode inflamar o revestimento do estômago.

Sintomas – como saber se você pode ter gastrite?

Embora em algumas ocasiões essa patologia não apresente sintomas, as pessoas que sofrem podem sentir os seguintes incômodos:

– Dor abdominal.

– Náusea e vômito.

– Azia

– Aerofagia.

– Falta de apetite, que às vezes pode levar à perda de peso.

 

– Fezes pretas e vômitos sangrentos, no caso da gastrite ocasionar sangramento no revestimento do estômago.

Tipos de gastrite

A gastrite pode ser classificada de acordo com a duração da patologia e de acordo com os sintomas e consequências. Dependendo da duração, a gastrite pode ser:

Gastrite aguda: A gastrite é aguda quando dura alguns dias e desaparece quando o agente causador é retirado. Ela geralmente é causada pelo uso prolongado de alguns medicamentos, como ibuprofeno, consumo excessivo de álcool ou estresse.

Gastrite crônica: ocorre quando a doença dura meses ou até anos. A principal causa de gastrite crônica é a infecção pela bactéria Helicobacter pylori. Também pode ser devido a uma alcalinização do pH do estômago que é produzida pelo refluxo biliar.

Dependendo dos sintomas e consequências que podem resultar, a gastrite também pode ser classificada como:

Gastrite erosiva: Ocorre quando uma ulceração se origina na mucosa do estômago, devido à fraqueza das membranas mucosas que as protegem, o que permite a passagem dos ácidos. Tem muita relação com o abuso do tabaco e do álcool. As erosões podem levar a hemorragias.

Gastrite atrófica: Neste caso, a camada protetora do estômago é afetada, aumentando o risco de câncer de estômago. A causa mais comum desta camada é a presença da bactéria Helicobacter pylori. A gastrite atrófica apresenta outros tipos de sintomas, além dos comuns, como anemia, déficit de alguma vitamina ou má absorção de nutrientes durante a digestão.

Consequências da gastrite mal tratada

A gravidade da doença e a duração dependem do fator causa essa enfermidade, de modo que na maioria dos casos a gastrite é curada quando a substância, doença ou condição que ocasiona a gastrite desaparece. As principais complicações que podem ocorrer são sangramento e aumento do risco de câncer de estômago. Às vezes, se o revestimento mucoso do estômago permanecer muito tempo alterado, os ácidos podem causar úlceras.

Diagnóstico

Entre os exames e testes que podem ser realizados para detectar a gastrite estão:

Exame de sangue: a fim de analisar o nível de glóbulos vermelhos e verificar uma possível anemia que pode levar a um enfraquecimento do revestimento do estômago.

Gastroscopia: para verificar o interior do estômago e o estado das membranas mucosas.

Exame de fezes: para avaliar se há sangramento, que pode ser um sinal de sangramento gastrintestinal causado por gastrite e também para detectar a presença da bactéria Helicobacter pylori.

Prevenção

A prevenção da gastrite é evitar o uso de substâncias que possam inflamar o revestimento do estômago. Evitar a utilização prolongada de medicamentos, tais como naproxeno, ibuprofeno, ou ácido acetilsalicílico, e reduzir ou suprimir a ingestão de álcool e de alimentos que podem irritar a mucosa gástrica.

Como tratar a gastrite

A substância ou condição que produz a inflamação do revestimento do estômago será o fator de que depende o tratamento. Embora seja normal que a gastrite seja curada quando desaparece o agente causador.

Por vezes, dependendo da incidência de sintomas e a gravidade da doença se utiliza medicamentos, tais como antiácidos e inibidor da bomba de protões, que reduzem a quantidade de ácido gástrico produzido pelas glândulas que cobrem as paredes do estômago, como omeprazol, pantoprazol ou esomeprazol, entre outros.

Na maioria dos casos, o tratamento medicamentoso só é necessário quando há infecção bacteriana.

Alimentos proibidos para gastrite

No caso de você sofrer de gastrite, é aconselhável evitar uma série de alimentos que podem agravar a doença e os sintomas. Os alimentos proibidos nestes casos são:

– Alguns vegetais: principalmente aqueles considerados flatulentos, isto é, podem causar gases, como brócolis, couve-flor ou pimentão.

– Frutas ácidas ou verdes: evite particularmente as frutas cítricas, como limão ou laranja.

– Leite Integral: Tente evitar o máximo possível do leite integral, do creme de leite e do queijo curado.

– Carne rica em gordura: principalmente embutidos, como chouriço ou salsicha.

 

– Bebidas com gás: bebidas carbonatadas não são recomendadas nestes casos.

– Bebidas com cafeína: como café e chá.

– Molhos e condimentos picantes: a ingestão de condimentos e alimentos condimentados é um dos motivos que podem causar gastrite, por isso o consumo agrava os sintomas da doença e pode causar danos ao estômago.

Alimentos recomendados para gastrite

Alimentos que não causam danos ao estômago e, portanto, é recomendado que se consuma se você tiver gastrite são:

– Macarrão e arroz

– Pão branco.

– Legumes cozidos.

– Peixe

– Lacticínios desnatados

– Bebidas sem cafeína.

– Carnes magras, como frango, peru ou coelho.

Em qualquer situação é sempre bom consultar um especialista, no entanto, existem casos em que é indispensável ir ao médico. Sempre que sentir dor abdominal muito forte e que não desaparece, se as fezes estiverem pretas ou houver vômito em que aparece sangue ou uma substância semelhante à borra de café, você deve procurar um profissional da saúde.

Leave a Reply