Micose nas unhas

Micose nas unhas
Rate this post

 

O que é a micose?

A Onicomicose é um dos nomes da conhecida micose, que é uma infecção que causada por fungos. Essa infecção nas unhas é causada pela proliferação de fungos, que pertence a um grupo chamado de dermatófitos, que, também, causam infecções nos pelos do corpo e na pele, como a frieira.

Existem outros que, também, causam micose na unha como as leveduras. Normalmente, elas causam onicomicose nas unhas das mãos e os dermatófitos provocam onicomicose nas unhas dos pés.

A onicomicose é uma doença comum cujo o sintoma costuma ser mais estético que clínico, que é o escurecimento e o engrossamento das unhas. Mas é possível sentir dor, desconforto e apodrecimento da unha.

Tipos de onicomicose

Os mais comuns são:

Onicomicose subungueal proximal

São menos comum e se parece com a subungueal distal, mas começa pela área da cutícula e se estende em direção à ponta. Ela ocorre geralmente em pessoas imunossuprimidas, sendo comum em naqueles que possuem o HIV.

Onicomicose subungueal distal

É o tipo mais comum, onde a infecção começa pela ponta da unha. Começa com o dedão, levando a uma descoloração esbranquiçada, amarelada ou acastanhada na parte de uma das laterais da unha, se estendo até à cutícula e a unha costuma cair.

Onicomicose superficial branca

Ocorre em crianças, causando o aparecimento de manchas brancas na unha, estando mais perto da cutícula. Sem um tratamento, as manchas se espalham por toda unha, que fica áspera e quebradiça.

 

As unhas

As unhas são células mortas constituídas, principalmente por queratina, que é diferente das que existem na superfície da pele e cabelos.

As unhas se formam já no útero, sendo que cada uma tem uma raiz, na base da dobra com a cutícula. As células das unhas secretam e acumulam camadas de queratina no seu interior. A função da unha é cuidar das partes mais externas dos dedos e ajudam nos movimentos, a pegar pequenos objetos e ajuda na sensibilidade dos dedos.

É importante saber que as unhas podem ser indicadoras sobre como anda a sua saúde. As mudanças na coloração, formato, crescimento ou espessura podem ser sinais de doenças na tireoide, diabetes, psoríase, baixa imunidade, HIV, uso de drogas imunossupressoras, problemas de circulação das pernas.

Como nos contagiamos com a micose

O tipo de fungo que causa a micose é encontrado, principalmente, em locais úmidos e quentes, que propiciam o seu crescimento, como os banheiros, chuveiros e piscinas. Nesses locais não recomendável ficar descalço.

O contato com o fungo, normalmente, não é o suficiente para contrair micose. A micose se desenvolve quando há lesões entre a unha e a pele para que o fungo consiga entrar por baixo da unha. E, também, é preciso mais de uma exposição da pele para que o fungo da micose possa se multiplicar.

O contágio é mais comum nas unhas dos pés, pois, geralmente fica mais expostos a locais úmidos com fungos do que as mãos. Calor, falta de luz e umidade é o que um fungo necessita para se proliferar.

Os dedos dos pés são a parte do corpo mais distante do coração, por isso não é bem vascularizado, o que torna mais difícil para os anticorpos e as células de defesa do corpo chegarem às unhas dos pés com facilidade quanto a outros pontos do organismo.

As unhas contaminadas apresentam manchas brancas ou amarelas, podendo ficar com a aparência espessa e facilmente quebradiça e deformada.

Sintomas

Alterações na aparência das unhas.

Infecções secundárias.

Espessamento da unha.

Unha quebradiça.

Unha distorcida.

Unha opaca e sem brilho.

Escurecimento da unha.

Mau cheiro nas unhas.

Micose dói? As micoses na unha não costumam causar dor. Porém é possível que isso aconteça em casos bem avançados do problema.

Micose de unha é contagiosa?

A micose de unha pode, sim, ser transmitida de uma pessoa para outra, mas é pouco provável que isso aconteça. O compartilhamento de objetos usados para cortar ou lixar as unhas pode se tornar uma forma de transmissão.

Mas o maior risco de contágio é com um contato mais íntimo e frequente para uma pessoa pegar onicomicose da outra.

Diagnóstico

Os sintomas da onicomicose é parecido com lesões na unha causadas por certas doenças como psoríase, eczemas, traumas, líquen plano, deficiência de ferro, etc.

A verdade é que a metade das lesões na unha não são causadas por essa doença. Há casos em que não basta só olhar para descobrir se o paciente possui onicomicose apenas olhando e examinando.

Sendo assim, é necessário provar que há o fungo antes de começar o tratamento antifúngico. Deve-se fazer uma raspagem na unha, para ter uma amostra para fazer exames à procura de fungos.

Micose tem cura?

Sim, porque o fungo que provoca a micose pode ser exterminado através de remédios antifúngicos e tratamentos caseiros.

Mas é preciso ser paciente, pois o tratamento é demorado.

Tratamentos

A micose de unha é difícil de ser tratada devido ao crescimento lento e o pouco fluxo sanguíneo e antigamente, os medicamentos utilizados não eram muito eficazes.

Nos últimos anos, os tratamentos melhoraram, com a introdução de medicamentos orais mais eficazes.

O tratamento, atual, para micose nas unhas pode ser feito através de remédios específicos ou em forma de comprimidos, recomendados pelo médico. Os medicamentos para micose são o Fluconazol e Itraconazol.

Mas, também, existem tratamentos com aplicações de pomadas ou esmaltes como o Loceryl, Micolamina, Fungirox, entre outros. E tratamentos com laser de raios infravermelhos.

Por fim, também, tem tratamentos naturais que trazem bons resultados.

Tratamentos caseiros

O tratamento caseiro deve ser usado, enquanto não aja um atendimento médico ou pode ser usado junto com um medicamento passado por um médico.

Suco de limão

Um bom método é deixar as unhas que estão com micose de molho no suco de limão por alguns minutos.

Óleo de melaleuca

Mistura-se uma gota desse óleo com uma colher de outro óleo. Depois, é só aplicar na unha.

Vinagre de maçã

Coloque uma colher de bicarbonato de sódio com meio copo do vinagre de maçã.

 

 

Leave a Reply