O que é a Fluoxetina? E para o que serve?

O que é a Fluoxetina? E para o que serve?
Rate this post

 

O que é a fluoxetina e para que casos é indicada?

O uso da fluoxetina é indicado para pessoas que sofrem com a depressão, TOC, bulimia nervosa, ansiedade, disforia, irritação, TPM e TDPM. Ele ajuda a trazer a sensação de bem-estar através da serotonina.

Esse medicamento é encontrado com os nomes de Prozac, Daforin, Fluoxetine, Fludac, Eufor 20 ou na sua forma genéricacom o nome de Cloridrato de Fluoxetina.

Serotonina

A serotonina é um hormônio que é ativado e proliferado no nosso cérebro, através do uso da fluoxetina. A serotonina ajuda a estabilizar as nossas emoções, permitindo que se possa realizar as tarefas diárias com tranquilidade e sem mudanças drásticas de humor.

As doenças

Como dito anteriormente, a serotonina estabiliza o humor para os casos de depressão, TOC, bulimia nervosa, ansiedade, disforia, irritação, TPM e TDPM.

Depressão

A depressão é uma doença que traz o sentimento de tristeza profunda, falta de interesse nas coisas que ocorrem ao seu redor, desânimo, falta de apetite, falta de prazer em realizar atividades e mudanças do humor que pode gerar pensamentos suicidas.

A depressão tende a piorar se não for tratada. Ela é diferente da tristeza que precisa de um motivo concreto, vindo de algum acontecimento. A tristeza dura um período de tempo, já a depressão vai e volta.

TOC (Transtorno Obsessivo Compulsivo)

O Transtorno Obsessivo Compulsivo é uma doença que funciona através do sentimento de compulsão das pessoas com pensamentos e atos frequentes, independentemente de a pessoa querer ou não.

As obsessões aparecem na mente, mesmo quando se está realizando ou pensando em outra tarefa, trazendo muita angustia e ansiedade.

Bulimia nervosa

Quem possui bulimia nervosa come de forma rápida, em grandes quantidades e depois tenta eliminar o excesso de alimentos ingeridos pelo corpo com laxantes, jejum, regime ou exercícios.Essas pessoas se preocupam muito com o peso e passa por grandes variações de peso.

Questões de hereditariedade e sociais criam maior propensão de alguém ter a bulimia nervosa. Em sua maioria, as pessoas que mais sofrem de bulimia nervosa são as mulheres jovens que se preocupam muito com o aspecto físico.

Ansiedade

Sentir ansiedade é normal e importante, pois nos fornece preocupações e sentimento de medo. Esse medo permite que as pessoas se mantenham alertas a possíveis perigos. Com o medo o corpo se enche de energia para responder fisicamente e mentalmente a agressões, essa sensação é o que denominamos de ansiedade.

Mas quando esse sentimento se torna muito forte e contínuo e sem uma razão aparente, isso passa ser uma doença psicológica. Os principais sintomas são o coração bater de forma mais rápida, sensação de pressão no peito, falta de ar, insônia, tremor e dor física.

Disforia

É quando acontece um fluxo transitório de ânimo com tristeza e angústia. O sentimento é de depressão, melancolia e pessimismo. A sensação é muito subjetiva, vaga e indeterminada. Ele também pode ser consequência do uso de opióides ou de buspirona.

Irritação

A irritação tem origem de sentimentos como o de frustração por não termos a habilidade de controlar as coisas ao nosso redor. O mau humor de vez em quando e pequenos momentos de explosões são bastante saudáveis quando são originadas por um bom motivo.Às vezesesse mau humor seestende por semanas, meses ou anos e, quando essa irritação não acaba, é sinal que existe uma depressão.

TPM

TPMé o que chamamos de Síndrome Pré-Menstrual que acontece nos 10 primeiros dias antes da menstruação. Acontece uma mistura de sensações como ansiedade, cólicas, dores nas costas, variação de humor sensibilidade nos seios, dor de cabeça, inchaço, problemas de pele, surtos de irritabilidade. Os sintomas estão relacionados às mudanças hormonais durante o ciclo menstrual.

TDPM

A TDPM é o Transtorno Disfórico Pré-menstrual e é um dos tipos de TPM. Ela causa uma grande e intensa mudança de humor podendo prejudicar a vida pessoal e profissional.

Os sintomas são depressão, pessimismo, sentimentos autodepreciativos, excesso de ansiedade, muita irritação, instabilidade, desinteresse na realização de atividades habituais, dificuldade em se concentrar e falta de energia.

Dosagem e possíveis efeitos colaterais

Cada comprimido de fluoxetina pode ter de 10mg a 20mg, com caixas de 14, 20, 28, 30 ou 60 comprimidos. Também é possível encontrar a forma liquida que pode ser de 20ml ou 30ml. A dosagem correta é indicada pelo médico depois da avaliação do caso clínico.

Alimentação

Um dos efeitos colaterais da fluoxetina é a falta de vontade de comer levando a um emagrecimento, devido a uma alimentação desequilibrada e incorreta. Mas, isso, não é uma regra existem pessoas que engordam e sentem mais fome. Tudo depende do organismo de cada um.

Insônia e sonolência

A fluoxetina pode causar mudança na rotina do sono. Ela pode levar tanto a um efeito de grande sonolência durante o dia como pode trazer dificuldade para dormir, causando insônia. O problema para dormir também pode estar associado à outros sintomas como o nervosismo e levar a alucinações.

Problemas motores

Com as mudanças na rotina de sono, a mente pode ficar confusa prejudicando o sistema motor, levando a tremores físicos. Durante o começo do tratamento é contraindicado fazer atividades que precisam de concentração e possa proporcionar perigo.

Efeitos colaterais físicos

O consumo de fluoxetina pode causar efeitos físicos comodores nas articulações, náuseas, convulsões, inflamações pelo corpo, boca seca, diarreia, fraqueza, perda da força muscular, diminuição do desejo sexual, febre, distúrbios nos batimentos cardíacos, fadiga, sangramentos ginecológicos, coceira, excesso de suor, dificuldade para respirar e dificuldade de engolir.

Pensamentos de suicídio

Algumas pessoas que tomam fluoxetina começam a ter pensamentos suicidas, que podem desaparecer ou diminuir com uma mudança na dosagem. A fluoxetina na dosagem correta melhora o humor, o sono, melhora o pensamento e acaba com a fadiga.

Depois do tratamento

O fim do tratamento com a fluoxetina pode levar a alguns efeitos físicos e mentais. Mas eles são facilmente eliminados com a continuidade do medicamento por mais um tempo ou o uso de uma outra medicação.

Leave a Reply