O que é queratose pilar e qual o tratamento

O que é queratose pilar e qual o tratamento
Rate this post

A queratose pilar, caracteriza-se pelo excesso de queratina produzida pelo corpo, resultando em uma obstrução de um folículo piloso (os pelos). A queratina é responsável por proteger a pele de agentes nocivos e infecções.

Como surge e qual a causa

Por vezes, o problema acaba sendo confundido com espinhas, e acaba não tendo o tratamento adequado. A aparência delas, são de pequenas bolinhas brancas, marrons ou vermelhas, geralmente ressecadas e que incomodam o paciente esteticamente.

Pessoas que já possuem alguma doença na pele, como a dermatite atópica, ou de origem genética por exemplo, tendem a apresentar a queratose pilar.

Diagnóstico e tratamento

Somente o médico dermatologista pode identificar e diagnosticar, se um paciente possui ou não a queratose pilar. O tratamento ainda não foi determinado, apenas cuidados que a pessoa deve ter para controlar e amenizar as pequenas marcas na pele.

Alguns desses cuidados, são: esfoliações de pele com cremes, hidratantes, loções que removam as camadas da pele, peeling ou laser. A queratose não tem cura, mas o máximo de desconforto que ela pode causar são coceira e espessamento da pele.

-Os cremes utilizados para tratamento, hidratam e diminuem a visibilidade das bolinhas na pele, bem como o ressecamento da região.

Os que possuem cerca de 30% de ureia e 0,05% de tretinoína (ácido retinóico), misturando-os em partes iguais e aplicando nas áreas afetadas de dia e antes de dormir. Os primeiros resultados, começam a aparecer após uma semana de uso.

-Cremes que contenham ácido lático, também são uma ótima opção para o problema, já que a substância auxilia na quebra da queratina que obstruiu o folículo piloso (como o Lac-hydrin).

-Esfoliantes naturais e de composição química, são ótimos aliados contra a queratose pilar, auxiliando na remoção de células mortas e espessura da pele, melhorando a sua aparência no geral.

O ácido acetilsalicílico, também é um ótimo remédio para acalmar a irritação, coceira e vermelhidão da pele.

-Pegue alguns comprimidos de ácido acetilsalicílico, e esmague alguns adicionando um pouco de água em um recipiente. Passe a mistura por toda a área afetada pela irritação, e deixe agir. Retire em seguida com água morna ou fria.

-Use óleo de coco para hidratação da pele ressecada (mas também para os cabelos, unhas e pele do rosto) afetada pela queratose pilar. O ingrediente também é eficaz para prevenção de inflamação e bactérias na pele.

-O vinagre de maçã orgânico, é um aliado importante contra a queratose pilar, pois além de ser anti-inflamatório, limpa a pele profundamente, retirando os resíduos e células mortas.

Com a ajuda de um algodão embebido em vinagre, passe-o nas áreas afetadas e irritadas, deixando-o agir e retirando em seguida com água fria, ou durante o banho, normalmente.

Alguns profissionais dermatologistas, indicam aos pacientes a ingestão das cápsulas de suplemento de óleo de fígado de bacalhau, ou de vitamina D. Em dias mais quentes, o corpo perde muita água, causando ressecamento e desidratação da pele.

Beber mais de dois litros de água por dia, bem como sucos naturais, vitaminas e água de coco, podem auxiliar o corpo a se manter mais hidratado por dentro e por fora.

Sintomas comuns da queratose pilar

Os sintomas apresentados pela queratose pilar, não são graves, tampouco oferecem risco para a saúde:

-Pele ressecada, que ao coçá-la fica esbranquiçada e grossa;

-Bolinhas brancas, marrons ou vermelhas por toda a pele;

-Coceira moderada ou intensa, dependendo do clima, pois em dias mais frios, a pele fica ressecada e tende a coçar mais;

-Aparece geralmente nas coxas, nos braços e no bumbum;

-Em casos raros, a queratose pilar afeta o rosto, onde a pele é mais sensível, e requer mais cuidados.

Cerca de 40% das pessoas no mundo, possuem a doença em algum nível na pele, sendo mais comuns em mulheres do que em homens. A queratina na pele, em quantidades normais, também evita que a mesma superfície dela fique desidratada.

Alguns especialistas em aromaterapia, acreditam que a queratose pilar, é resultado da manifestação de sentimentos negativos, que foram guardados, mas, não há ainda nenhuma comprovação científica a respeito disso.

Esta doença não é infecciosa, nem tampouco contagiosa, apenas é possível controlá-la para que a pele não fique extremamente seca e irritada.

As primeiras bolinhas na pele, podem surgir ainda na infância, e em alguns casos, na adolescência do cidadão. Se os pais têm a doença, os riscos são maiores para os descendentes destes.

Quem sofre com asma e rinite, podem desenvolver a queratose pilar mais facilmente, entre aqueles que não possuem nenhum problema respiratório.

Os especialistas afirmam também que, uma alimentação pobre em vitamina A piora o problema, ela é encontrada nos seguintes alimentos:

Bife de fígado, leite de vaca, óleo de peixe, manteiga, queijo, ovo cozido, cenoura crua, batata-doce, manga, espinafre cozido, mamão formosa, vegetais no geral (já que possuem beta-caroteno, que é convertido em vitamina A no intestino)

Manteiga de gado de pasto, peixes de água fria como atum, salmão e cavala, e o tomate, ajudam a prevenir a queratose pilar.

A doença é facilmente confundida com foliculite, acne ou simples ressecamento de pele, portanto, uma investigação baseada em exames físicos e de sangue, determinarão se o aparecimento das bolinhas, refere-se a queratose pilar ou não.

A falta de vitamina A, D e K, podem deixar o organismo sem energia e nutrientes suficientes e propenso ao aparecimento da doença. Não é recomendado que o paciente se automedique, ou pare com o tratamento determinado pelo médico.

Além de ser perigoso para a saúde, pode piorar o quadro de queratose pilar, agravando as irritações e correndo o risco de que os rins, o estômago e o fígado, fiquem sobrecarregados de medicamentos sem necessidade (no caso da automedicação).

Evite coçar as lesões, ao invés disso, passe um álcool em gel, ou cremes refrescantes à base de arnica. Cuidado ao se depilar com lâmina (pois pode lesionar a pele ainda mais), usando mais espuma ou creme, evitando que o aparelho corte as bolinhas causadas pela queratose pilar na pele.

Leave a Reply