Teste de gravidez caseiro, funciona mesmo? Quais os tipos?

Teste de gravidez caseiro, funciona mesmo? Quais os tipos?
5 (100%) 7 votes

A maioria das mulheres, quando a menstruação atrasa mais do que o esperado, já começam a pensar sobre a possibilidade de uma gravidez estar a caminho.

Assim, a ansiedade toma conta delas, e por curiosidade e expectativa, recorrem a testes de gravidez alternativos, e mais baratos, para pôr um fim à dúvida. Na própria internet, existem diversos tipos de testes de gravidez, meios que as mulheres recorrem para descartarem a gestação.

As receitas de testes de gravidez caseiros, passam de geração a geração, de mãe para filha, de avós para as netas e de tias para as sobrinhas. A questão era que antigamente os testes de gravidez de farmácia, eram caros ou nem existiam, fazendo-as recorrer a meios caseiros.

Testes de gravidez caseiros – os mais comuns:

Na época do Egito antigo, os meios que as mulheres usavam para descobrirem se estavam grávidas, eram os mais bizarros e peculiares para a época. Claro que nenhum deles é 100% seguro, já que um médico e um teste de farmácia (ou de sangue), deve ser feito para precisar a gravidez.

 

– Teste da agulha (ou marroquino): pegue um pote com tampa (de preferência de vidro), deposite um pouco de urina, depois coloque dentro uma agulha de costura e tampe-o.

Espere cerca de oito ou nove horas, e observe se a urina mudou de cor, se sim, pode ser que você esteja grávida, mas se não houve mudança de cor, o resultado deve ser negativo.

– Teste da fervura da urina: em uma panela de alumínio, deposite a urina, e coloque-a no fogo. Se a urina ferver igual leite (com bolhas e uma espécie de nata), pode ser que esteja grávida. Mas, se tiver somente bolhas de fervura, o resultado possivelmente é negativo.

– Teste do cotonete: este é indicado para mulheres que tenham o ciclo menstrual regulado. Pegue um cotonete, e insira-o com cuidado até o colo do útero, verificando se há sinais de sangue, o que pode indicar uma possível gravidez.

– Teste com cloro e água sanitária: deposite a urina em um copo descartável, e adicione um pouco de cloro ou água sanitária, observando se o líquido mudará de cor, ou aparente fervura. Caso sim, pode ser sinal de uma gestação.

– Teste com pasta de dente: misture um pouco de creme dental branco, diretamente num frasco com um pouco de urina, e observe se mudou de cor, ou apareceram bolhas. Se um dos dois acontecer, pode ser sinal de gravidez.

– Teste do vinagre: deposite um pouco de urina em um copo ou recipiente descartável, e depois coloque um pouco de vinagre, misturando com uma colher descartável. Se a cor desta mistura mudar, você pode estar grávida.

– Teste da coca-cola: misture um pouco de coca-cola quente e com gás, num copo descartável com a urina, observando se a mistura vai borbulhar ou espumar. Se isso ocorrer, o resultado possivelmente seja positivo para gravidez.

Eficácia dos testes

Por serem caseiros, e não se basearem em testes e comprovações científicas, não se pode confiar 100% que sejam realmente seguros. Mas, ao longo dos anos, essas informações têm se passado entre as famílias de geração a geração.

Algumas mulheres afirmam que os testes funcionam de verdade, outras não. Por via das dúvidas, espere até dez dias de atraso menstrual, para fazer um teste de farmácia, ou de sangue para ter certeza se está grávida.

Se a ansiedade for muito grande em saber se está esperando um bebê, atente-se aos sinais que o seu corpo dá, como: sono excessivo, mamas doloridas, cólicas na região do útero;

Vontade de comer algo diferente, pequenos enjoos, aumento ou diminuição abrupta da libido, cansaço, sensibilidade (choro), irritabilidade sem motivo aparente, entre outros.

Converse com o seu médico ginecologista, a fim de averiguar a data da sua última menstruação, e da possível gravidez ter ocorrido antes, durante ou depois do seu período fértil.

 

Alguns desses testes caseiros são infalíveis?

A resposta com certeza é, não. Pois por se tratarem de métodos simples, com ingredientes caseiros, pode não ser possível detectar com precisão se existe o aumento do hormônio da gravidez na urina (HCG – gonadotrofina coriônica humana).

Principalmente, se o atraso menstrual ainda for precoce, como de 2 a 5 dias, onde ainda não se pode detectar uma gestação. Cada mulher deve conhecer o seu organismo, os sinais que ele dá quando está no período fértil (maior lubrificação vaginal, aumento do desejo sexual).

O método mais eficaz para se detectar uma gravidez, é sem dúvida, um exame de sangue. Os níveis de HCG estarão evidentes na corrente sanguínea, onde o corpo se prepara para receber e prosseguir com a gestação.

Existem outros motivos para a menstruação atrasar, e não somente por causa de uma gravidez: ciclo menstrual desregulado, estresse, ansiedade, depressão, interrupção da pílula anticoncepcional, infecções, anemia, doenças do útero ou dos ovários;

Desregulação hormonal, erros de cálculo da última menstruação, obesidade, magreza excessiva, distúrbios na alimentação, atividade física em excesso, hipertireoidismo ou hipotireoidismo, amamentação, menopausa precoce ou normal, amenorreia (ausência e menstruação).

Uma parcela pequena de mulheres não conseguem detectar a gravidez, por continuarem menstruando durante os primeiros meses de gestação. Não é uma causa comum, mas também não é impossível de acontecer, já que cada corpo é de um jeito e reage aos hormônios diferentemente.

Se o sangramento for incomum, excessivo e escurecido demasiadamente, é necessário procurar um médico imediatamente, descartando uma possível hemorragia.

Doenças como o mioma, síndrome dos ovários policísticos, útero ou ovários invertidos, infecções ou mesmo doenças sexualmente transmissíveis, podem fazer com que a menstruação se atrase, em poucos dias ou em meses.

Como dito anteriormente, somente um médico poderá avaliar cada caso, o histórico da paciente, os sintomas, o tempo que a menstruação está atrasada, se já tem filhos, se pretende engravidar, se toma algum medicamento, quantos parceiros sexuais possui e entre outros.

Cada gestação é única, cada mulher também. Se a gravidez for realmente comprovada, deve-se tomar todos os cuidados com os dois.

Leave a Reply