Tudo sobre a lipoaspiração

Tudo sobre a lipoaspiração
Rate this post

A gordura localizada é um dos grandes problemas para homens e mulheres, que se sentem bastante incomodados com ele. Para elas, aliás, é ainda pior, pois esse tipo de gordura não vai embora do corpo, independente do que você faça.

Aqui, não adianta malhar como louca ou passar fome. Você vai emagrecer muito, mas aquela gordurinha indesejada permanecerá ali. Para retirá-la, apenas uma saída considerada radical: a lipoaspiração.

Você, com certeza, já ouviu falar nesse procedimento. Mas, você sabe tudo sobre ele? Conhece como é feito, onde pode ser feito e quais os cuidados depois?

Não? Então esse texto é para você. Aqui reunimos tudo o que você precisa saber para ficar bem informado sobre a lipoaspiração, e como ela pode mudar sua autoestima.

O que é a lipoaspiração?

A lipoaspiração é uma cirurgia onde a gordura é aspirada por meio de cânulas inseridas no corpo. Ela pode ser feita em qualquer região onde exista gordura localizada.

A lipoaspiração pode ser considerada pequena, média ou grande, dependendo de acordo com a quantidade de gordura retirada e que partes do corpo foram abordadas.

No entanto, em geral,os cirurgiões retiram apenas 5% do peso corporal de um paciente a cada procedimento.

Como a lipoaspiração é feita?

Antes de realizada a lipoaspiração, o cirurgião plástico infiltra uma solução composta por soro fisiológico e adrenalina, para reduzir as chances de sangramento e trauma cirúrgico durante o procedimento.

Em seguida, ele insere as cânulas através da pele. Elas chegam ao tecido adiposo e começam a aspirar a gordura localizada por meio de um sistema de vácuo.

Esses pontos onde as cânulas são inseridas variam de pessoa para pessoa, considerando sua anatomia e que técnica o cirurgião plástico irá utilizar.

Além disso, a lipoaspiração é feita com anestesia geral, peridural ou local, dependendo de quantas regiões serão atingidas. Caso o cirurgião opte por anestesia geral, deverá utilizar um intubação orotraqueal e aparelhos que ajudem a na respiração.

Depois do procedimento, as cicatrizes tem cerca de meio centímetro, diminuindo com o passar do tempo.

Quem pode fazer a lipoaspiração?

A lipoaspiração deve ser feita por pessoas que tenham gordura localizada que não é eliminada com exercícios físicos ou dieta.

No entanto, especialistas alertam que a lipoaspiração não é um tratamento para a obesidade e muito menos para emagrecimento, pois tem como objetivo modelar o corpo, e não causar a perda de peso.

Além disso, se trata de um procedimento cirúrgico delicado, que requer cuidados em sua recuperação.

Quais partes do corpo podem ser submetidas à lipoaspiração?

Conforme dissemos alguns parágrafos a frente nesse texto, a lipoaspiração pode ser feita em qualquer parte do corpo onde exista gordura localizada.

Ou seja, você pode operar o abdômen, a região dorsal, as coxas, a lateral das mamas, os braços e a papada.

É possível também lipoaspirar várias partes do corpo ao mesmo tempo. No entanto, é preciso cuidado para que a cirurgia não demore tempo demais.

Se for necessário fazer cirurgias distintas, um caminho pode ser a marcação de outros procedimentos em novas datas, com um intervalo entre elas definido pelo médico.

Quais os tipos de lipoaspiração?

Na lipoaspiração, existem diferentes tipos de cirurgia, que contemplam diferentes partes do corpo. Conheça cada uma delas.

Lipoaspiração comum

É feita com uma cânula, que suga a gordura da região desejada, e é feita com anestesia local com sedação.

Lipoescultura

Além de retirar a gordura localizada, o cirurgião trata esse elemento e o insere em outras partes do corpo, mudando seu formato por completo.

Vibrolipo

Aqui, a cânula é introduzida, mas a gordura localizada é retirada por meio de vibração. No entanto, os riscos e cuidados com a recuperação são os mesmos do procedimento tradicional.

Hidrolipo

Feito com uma solução anestésica, que reduz a dor no local, esse tipo de lipoaspiração é feito em regiões menores. Por isso é considerada uma mini-lipo.

Lipoaspiração a laser

Aqui, além da cânula tradicional, o cirurgião introduz fibra ótica, que quebra as membranas das células de gordura, absorvendo-as muito mais rápido.

Mini-lipo

Bastante semelhante à lipoaspiração tradicional,  a diferença é que ela é feita em uma área menor, terminando mais rapidamente e utilizando apenas anestesia local ou peridural.

Quanto tempo leva uma lipoaspiração?

Embora dependa bastante da extensão e da área que será aspirada, uma cirurgia de lipoaspiração demora, em média, de três a quatro horas.

Como é o pós-operatório?

Antes de realizar a lipoaspiração é preciso fazer exames de sangue, cardiológicos e também uma radiografia de tórax. Além disso, pode ser necessária a realização de um ultrassom da área que será operada e um Doppler.

Essa exame verifica como estão os vasos sanguíneos das pernas, e pode identificar se há trombose na corrente.

Quem não pode fazer uma lipoaspiração?

Mesmo se tratando de uma cirurgia que pode ser feita por praticamente todas as pessoas, existe um público em que a realização do procedimento não é recomendado.

São aqueles que têm doenças como hipertensão, diabetes e são obesos. Para eles, é necessário conversar com o médico para avaliar se há realmente a necessidade do procedimento.

Quanto tempo é necessário ficar internado?

O tempo de internação da lipoaspiração varia de acordo com seu tamanho. Uma lipo grande, por exemplo, requer pelo menos 24 horas de internação. Já em cirurgias menores, o paciente recebe alta no mesmo dia.

Como é a recuperação depois da lipoaspiração?

Por não ter pontos de costura cirúrgicos, ou ter bem poucos, a recuperação depois de uma lipoaspiração é bastante rápida.

Quem se submete ao procedimento já pode voltar ao trabalho depois de uma semana, desde que não seja preciso fazer muito esforço físico. Depois de um mês, a rotina pode ser normalizada.

Nesse período, pode ser necessário o uso de analgésicos e antibióticos, que serão prescritos pelo médico para diminuir as dores e combater infecções.

Depois da cirurgia, é necessário o uso de uma cinta modeladora, pois ela comprime todas as regiões que foram lipoaspiradas, ajudando na modelagem e diminuindo o inchaço.

A vestimenta deve ser utilizada durante todo o dia, e retirada apenas para o banho.

Quem pratica atividade física pode retornar à malhação depois de 20 a 30 dias, mas de maneira bem leve. A carga deve ser aumentada gradualmente, até retornar aos níveis antes do procedimento.

Leave a Reply