Tudo sobre o óleo de peixe

Tudo sobre o óleo de peixe
Rate this post

Em busca de uma vida mais saudável, com mais proteínas e vitaminas, muitas pessoas estão consumindo mais suplementos alimentares que prometem repor os nutrientes perdidos e trazer outros benefícios desconhecidos, como a perda de peso.

Um deles é o óleo de peixe. Rico em vitaminas e minerais, ele traz benefícios não apenas para a saúde, como também tem uso cosmético, já que é capaz de melhorar a beleza, agindo de dentro para fora.

Você está em busca de um bom suplemento alimentar e ouviu falar do óleo de peixe e quer saber tudo sobre ele? Então esse texto é para você. Aqui contaremos exatamente o que você precisa para se convencer de que o óleo de peixe é o suplemento certo.

O que é o óleo de peixe?

O óleo de peixe é uma gordura extraída de peixes marítimos de água fria, como o salmão, o atum e o bacalhau e tem inúmeras vitaminas e minerais em sua composição, cada uma delas atuando em uma parte do corpo e garantindo muita saúde.

O óleo de peixe contém, por exemplo, gorduras saturadas, poli-insaturadas, monoinsaturadas, vitaminas A, B6, B12, C, cálcio, ferro, magnésio, carboidratos e sódio e pode ajudar quando alguma delas está em falta, funcionando como uma suplementação ao organismo.

Quais os benefícios do óleo de peixe?

O óleo de peixe tem inúmeros benefícios para a saúde. Ele ajuda, por exemplo, no tratamento de doenças graves, como o Alzheimer e o mal de Parkinson, previne doenças cardiovasculares, como os ataques cardíacos e o derrame (ou AVC), previne o diabetes, o reumatismo e pode, ainda, reduzir a pressão arterial.

Além disso, o consumo regular de óleo de peixe melhora as funções cognitivas, aumenta a beleza das unhas, cabelos e pele e ajuda, ainda, a perder peso. Mas essa última característica detalharemos a seguir.

Agora, confira mais alguns benefícios do óleo de coco e porque você deve incluí-lo em sua vida hoje mesmo.

Ômega 3

Por ser um produto rico em ômega 3, o óleo de peixe melhora a saúde dos olhos, protegendo contra a degeneração macular (DMRI), doença que provoca a perda no centro do campo de visão e pode ocorrer tanto da forma seca (quando o centro da retina se deteriora) como na variedade úmida (onde vasos sanguíneos com vazamentos crescem sobre a retina).

O consumo de óleo de peixe previne, também, as chances de que a pessoa desenvolva a síndrome do olho seco, uma doença mais comum em mulheres de meia-idade ou na fase da menopausa e que se caracteriza por olhos secos, vermelhos e inflamados, e que são muito sensíveis à luz.

A presença do ômega 3 no óleo de peixe ajuda, ainda, a fortalecer o sistema imunológico, prevenindo contra o aparecimento de doenças tidas como comuns, como resfriados, tosses ou gripes.

Colesterol bom

O óleo de peixe tem se mostrado muito eficaz também em proteger o sistema cardiovascular, ao diminuir os níveis de LDL, o colesterol ruim e triglicérides e aumentar a concentração de HDL, o bom colesterol, no organismo.

Essa combinação limpa as artérias, retirando coágulos e prevenindo a ocorrência de doenças como derrames, acidentes vasculares cerebrais (AVC), infartos e arritmias cardíacas.

Colágeno

Consumir óleo de peixe regularmente estimula a produção de colágeno, deixando suas unhas, pele e cabelos muito mais saudáveis e bonitos, devolvendo-lhes a força e evitando que eles fiquem quebradiços e sem vida. O óleo de peixe previne, também, o ressecamento da pele.

Serotonina

O consumo de óleo de peixe ajuda, também, a aumentar os níveis de serotonina, o hormônio da felicidade. Quando em níveis adequados, a serotonina ajuda a diminuir os sintomas da depressão, a ansiedade e também os ataques de pânico, além de auxiliar no combate ao estresse.

O que é o ômega 3 e porque ele é tão importante?

Como vocês puderam perceber, em boa parte desse texto falamos sobre o ômega 3, presente em alta quantidade no óleo de peixe. Mas, afinal, do que se trata esse composto e porque ele é tão importante para a saúde?

O ômega 3 é um conjunto de gorduras encontradas apenas em alguns peixes de água fria, como o salmão, a cavala, o atum, o arenque e a sardinha e não é produzido pelo corpo humano.

Formado por ácidos graxos poli-insaturados, o ômega 3 é um excelente anti-inflamatório, e produz uma substância que beneficia o sistema cardiovascular e o sistema circulatório, além de ter ação antioxidante e ser excelente para a memória.

O óleo de peixe emagrece?

Outro ponto que abordamos aqui é a capacidade que o óleo de peixe tem de ajudar no emagrecimento. Afinal, isso é uma verdade? Se sim, como funciona?

Queremos dizer que, sim, o óleo de peixe realmente ajuda a emagrecer, e isso acontece porque o produto tem ação antioxidante e é capaz de controlar o apetite e os picos de queda de insulina.

Além disso, o óleo de peixe reduz a frequência com que você sente vontade de comer doces, ajudando no controle do peso.

No entanto, ele não faz milagres sozinho. Para que o óleo de peixe ajude no emagrecimento é preciso adotar uma dieta equilibrada e praticar exercícios regularmente. Com essa combinação, você começa a perceber os resultados em até um mês.

O óleo de peixe é seguro? Tem efeitos colaterais?

Por se tratar de um produto natural, sem conservantes ou compostos artificiais, ele pode ser utilizado por praticamente qualquer pessoa que deseje uma vida mais saudável e com inúmeros outros benefícios, como os que trouxemos aqui.

No entanto, como todos os produtos, mesmo os naturais, o óleo de peixe tem seus efeitos colaterais, em geral relacionados ao consumo excessivo do produto, e que podem causar problemas como diarreia, vômito e cólicas abdominais.

Como tomar o óleo de peixe?

Para aproveitar todos os benefícios que o óleo de peixe pode lhe trazer é preciso consumir o produto de acordo com as orientações do fabricante, respeitando sempre a dosagem diária recomendada.

Por isso, o correto é tomar até duas cápsulas de um grama cada, por dia, até 20 minutos antes das principais refeições (almoço e jantar), totalizando assim dois gramas diários.

Leave a Reply