Tudo sobre os ácaros

Tudo sobre os ácaros
Rate this post

Figuras frequentes em todas as partes de nossa casa, desde o sofá até o travesseiro ou o seu cobertor, os ácaros estão mais próximos do que gostaríamos de pensar.

Microscópicos, esses seres convivem dentro de nossa casa e podem causar enormes estragos, pois facilitam o surgimento de doenças, respiratórias ou infecciosas.

No entanto, existem medidas simples que podem eliminar esses inimigos silenciosos, tornando nossa vida muito tranquila. Você sabe o que são ácaros e como eles podem prejudicar a sua vida?

Não? Então esse texto é para você. Aqui contaremos tudo o que é preciso saber para enfrentar e vencer os ácaros, esses pequenos inimigos de nossa saúde.

O que são ácaros?

Os ácaros domésticos são animais invertebrados, que possuem membros rígidos e articulados e são bem parecidos com os carrapatos, embora só possam ser observados no microscópio.

Muito comuns na natureza, eles existem dentro de nossas casas, em locais como sofás, cortinas, tapetes, cobertores, agasalhos e travesseiros.

Embora não possam ser enxergados sem um microscópio, esses seres são muito perigosos para a saúde humana, pois ajudam a provocar doenças alérgicas, como rinite alérgica, asma, conjuntivite e dermatite alérgica.

Quais os tipos de ácaros?

Assim como todos os animais, mesmo os parasitas, não existe um único tipo de ácaro. Existem milhares deles, no entanto alguns estão mais ligados ao dia a dia de uma pessoa.

Por exemplo, o acarus siro aparece com muita frequência em alimentos guardados por muito tempo, como cereais, legumes e sementes. Quando entramos em contato com eles ou os inalamos, eles podem causar alergias.

Os ácaros do tipo blomia tropicalis são muito comuns em regiões tropicais ou semi tropicais, e aparecem com muita frequência em produtos armazenados e na poeira. São os grandes causadores da asma, da rinite e da dermatite atópica.

Os do tipo dermatophagoides farinae são presença frequente dentro das casas aparecendo, por exemplo, em carpetes, colchões e roupas de cama, sendo o segundo mais abundante globalmente e campeão no desenvolvimento de diversas alergias.

Já os ácaros do tipo dermatophagoides pteronyssinus são o mais comum de todos, e se abrigam principalmente dentro das residências. Esse tipo de ácaro é o principal causador de alergias e infecções cutâneas.

Onde vivem os ácaros domésticos?

Conforme comentamos, os ácaros domésticos vivem muito perto dos seres humanos. O que isso quer dizer? Que eles estão ao nosso redor, literalmente.

Por exemplo, você pode encontrar ácaros dentro das fibras de tapetes, em travesseiros, almofadas, sofás, bichos de pelúcias e roupas de cama, ou seja, tudo aquilo com que você tem contato intimo.

Além disso, os ácaros podem ser encontrados no seu colchão, e em grande quantidade. Alguns estudos estimam que há cerca de 1,5 milhão deles enquanto você dorme.

Como os ácaros se alimentam?

Os ácaros vivem próximos dos humanos por uma razão muito simples: eles se alimentam de escamas de pele humana e de animais, sendo considerados um tipo de praga doméstica, já que nesse ambiente eles se reproduzem com grande velocidade.

A alimentação dos ácaros acontece da seguinte maneira: nossa pele vai se renovando constantemente, com a queda da camada mais superficial da pele, chamada de queratina.

A pele morta eliminada por nosso organismo é utilizada como alimento pelos ácaros, que não só a consomem como fazem suas necessidades no mesmo lugar, transformando o ambiente em que vivem em um lugar extremamente tóxico.

Quais as principais doenças causadas pelos ácaros?

Conforme comentamos na abertura desse texto, os ácaros são os grandes responsáveis por diversas doenças, tanto alérgicas quanto respiratórias, em praticamente todas as estações do ano, mas em especial no inverno, quando ficamos mais tempo dentro de casa, e com as janelas fechadas.

Confira abaixo as principais doenças causadas pelos ácaros.

Rinite

Nas pessoas que sofrem com rinite, a presença dos ácaros acabam desencadeando muitas crises, porque tanto os animais como seus dejetos são bastante leves, sendo transportados pelo ar e, muitas vezes, acabam entrando nas vias respiratórias.

Asma alérgica

Os ácaros são os principais fatores alérgicos que desencadeiam as crises. Por isso, as pessoas que sofrem dessa doença precisam redobrar os cuidados para combater esse animal e preservar sua saúde.

Dermatite

Os ácaros são outros dos principais causadores da dermatite. Aqui, eles podem se proliferar na pele, causando erupções cutâneas, vermelhidão e coceira excessiva.

Conjuntivite

Os ácaros podem inflamar a conjuntiva, uma mucosa que reveste nossos olhos, provocando a conjuntivite. Nessa doença, os olhos ficam vermelhos, há muita coceira, inchaço e também fotofobia.

Infecções cutâneas

Quando os ácaros entram em contato com nossa pele, eles podem causar várias infecções cutâneas, que podem ser acompanhadas de inchaço, vermelhidão e erupções cutâneas que não terminam facilmente.

Como se prevenir do surgimento dos ácaros?

Para evitar o surgimento das doenças relacionadas aos ácaros, a chave principal da questão é prevenir o surgimento desses animais. Por isso, é importante adotar alguns hábitos.

Quem sofre com asma ou tem outras alergias respiratórias, por exemplo, devem evitar usar travesseiros de pena, pois esse tipo de travesseiro concentra mais microorganismos.

Entretanto, todas as pessoas precisam adotar cuidados extras com seus travesseiros. Eles devem ser deixados no sol durante o dia, pois o calor reduz a umidade e cria um ambiente desagradável para os ácaros.

Além disso, é preciso fazer uma aspiração frequente nestes travesseiros, para higienizá-los corretamente.

Woman using vacuum cleaner at home in the living room

Os donos de animais de estimação precisam lavar as patas do cão ou do gato sempre que ele voltar da rua, para retirar toda a sujeira. Essa higienização deve ser feita com água e sabão neutro.

Já os colchões, sofás e ambientes devem ser sempre limpos, com uma esponja levemente úmida. É importante tomar cuidado para que eles não fiquem úmidos, pois a umidade favorece o surgimento de ácaros.

Os colchões devem ser substituídos com frequência e semanalmente postos ao sol, para que o calor retire a umidade do produto e possa deixá-los mais seguros para o uso.

Além disso, você deve lavar sua roupa de cama com frequência e, ao menos uma vez por mês, higienizá-la com água quente. A casa deve estar sempre arejada, com portas e janelas abertas durante o dia.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Leave a Reply