đŸ„‡Como melhorar a aparĂȘncia da pele de forma rĂĄpida? đŸ€”

 A moda se reinventa sempre: os shortinhos, as saias curtas, as roupas decotadas entrarĂŁo e sairĂŁo de moda muitas e muitas vezes durante a vida de uma mulher. Contudo, boa parte da população feminina nĂŁo sente que pode usar estes cortes que mostram mais do corpo. Adivinha porquĂȘ? Flacidez, estrias, celulites e marcas de expressĂŁo. Por isso meu amor, fique atenta e leia atĂ© o final para que vocĂȘ saiba como agir quando o assunto for mudar a aparĂȘncia da sua pele! Vamos conhecer os 7 fatos sobre a pele que vocĂȘ precisa saber para ter uma pele mais jovem?

1: O que Ă© colĂĄgeno?

A primeira observação importante que precisamos fazer Ă© que a sua pele possivelmente esteja defasada por conta da falta de colĂĄgeno no seu organismo. E vocĂȘ sabe de onde nosso corpo tira o colĂĄgeno necessĂĄrio para se recompor e cuidar mais do que a pele, mas os ossos, cabelos e unhas? O colĂĄgeno estĂĄ presente nas mais variadas formas de carne que consumimos, contudo, o consumo de carne Ă© feito em pequenas quantidades por questĂ”es Ăłbvias (nĂŁo adianta ter pele firme e engordar nĂ©) e geralmente o nosso organismo nĂŁo consegue reter o colĂĄgeno completamente. É quando ele vai se defasando na sua produção de colĂĄgeno e vocĂȘ percebe a pele cada vez mais flĂĄcida, sem vida e enrugada.

2: Quais os efeitos do tempo na pele?

A segunda coisa que precisamos entender é que a pele estå sempre exposta as mais diversas condiçÔes climåticas como calor e frio extremos, vento e sol e praia. Tudo isso ao longo dos anos vai tornando a sua pele fraca, sem força e sem vida. Com o envelhecimento natural do nosso corpo passamos a produzir cada vez menos colågeno. A partir dos 30 anos de idade, diminui-se a síntese em 1% ao ano. Ou seja, quando chegarmos aos 50 anos, a nossa produção é, em média, de apenas 35% do colågeno que precisamos.

3: Quais as opçÔes para restaurar a pele do rosto e do corpo?

Apensar de os nĂșmeros sejam realmente alarmantes, atravĂ©s da mais alta tecnologia Ă© possĂ­vel hoje em dia repor o colĂĄgeno no corpo de uma forma que ele absorva por inteiro, sem se preocupar necessariamente se ele conseguiu ou nĂŁo suprir as suas necessidades de colĂĄgeno diĂĄrias. Por isso, precisamos estar atentas aos sinais da idade: as rugas, as marcas, as linhas de expressĂŁo, o bigode chinĂȘs, a flacidez no corpo, os seios caĂ­dos. Tudo isso indica um baixo Ă­ndice de produção natural de colĂĄgeno.

E vocĂȘ acha que as pessoas nĂŁo passam por isso tambĂ©m? Passam sim! E Ă© por isso que os cientistas desenvolveram colĂĄgeno especĂ­fico para o corpo humano, que facilita a absorção pelas cĂ©lulas do organismo e multiplica seus efeitos, potencializando a firmeza, a elasticidade e a vivacidade do tecido da sua pele.

4: O que Ă© colĂĄgeno hidrolisado?

Para vocĂȘ entender certinho o que Ă© colĂĄgeno hidrolisado, vocĂȘ precisa entender um pouco melhor de onde o colĂĄgeno vem. NĂŁo sei se vocĂȘ sabe, mas ele vem da carne bovina e de peixes que inserimos em nossa alimentação. Claro, alguns de nĂłs comemos isso regularmente, mas sabemos que nĂŁo se pode comer muita carne por outros fatores da nossa saĂșde como a obesidade, hipertensĂŁo e diabetes. Por isso, quando inserimos a carne em nossa refeição, muitas vezes o nosso organismo nĂŁo consegue reter o colĂĄgeno que existe nela por conta da grande quantidade de colĂĄgeno existente na carne. Isso faz com que ele apenas nĂŁo absorva o suficiente, gerando deficiĂȘncia de colĂĄgeno no nosso sistema que Ă© manifestado na perda de cabelo, unhas e ossos fracos, marcas de expressĂŁo, rugas, celulite e flacidez. Quando falamos de colĂĄgeno hidrolisado, falamos de dois colĂĄgenos especĂ­ficos: o do tipo 3 e 1 que sĂŁo especĂ­ficos para o combate dos males citados acima. Mas alĂ©m de serem especĂ­ficos, quando o colĂĄgeno se torna hidrolisado, as enzimas do colĂĄgenos sĂŁo quebradas em pequenas partĂ­culas que permite que o nosso organismo as absorva muito mais rĂĄpido, sem a necessidade de ingerir grandes quantidades de carne ou peixe.

5: Existem cremes que combatem a flacidez?

O nosso fato numero 5 Ă© relacionado ao tratamento externo da pele com cremes para firmeza, drenagem e eliminação de estrias e celulites. EntĂŁo vocĂȘ deve estar se perguntando: Cremes para flacidez, estrias e celulites funcionam? E a resposta Ă© SIM! Este tipo de produto possui ativos que ao entrar em contato com a pele promovem a melhora na sĂ­ntese de colĂĄgeno, alĂ©m de terem antioxidantes que combatem a degradação da proteĂ­na e das fibras de sustentação do corpo.

6: Tomar muita ĂĄgua ajuda ter uma pele mais jovem?

Sim! Definitivamente sim! A nossa pele precisa estar sempre muito hidratada, pois ela constantemente é exposta aos fatores externos como sol, vento, mar e frio. Por isso, para que ela possa estar sempre se recuperando destes efeitos é importante que ela tenha muita ågua sempre. Além disso, a ågua no organismo é capaz de restaurar diversos órgãos que precisam dela para funcionamento pleno. Sem contar que o seu corpo precisa de forma geral estar sempre bem hidratado para evitar complicaçÔes futuras como doenças de rins e problemas de bexiga.

7: Como ter uma pele mais jovem?

A resposta para isso Ă© com certeza vocĂȘ seguir estes passos e passar a consumir colĂĄgeno hidrolisado, tomar bastante ĂĄgua e usar um creme realmente bom para a pele, que promova aumento da rigidez, combata os efeitos da idade e as marcas de expressĂŁo. Por isso, Ă© importante que vocĂȘ cuide com qual produto estarĂĄ comprando, por estar lidando diretamente com a sua pele que fica exposta as condiçÔes climĂĄticas. Um erro na escolha do produto e pode ser fatal.

Por isso escolha um produto que logo nas primeiras semanas de uso, eu pude sentir a diferença:

  • No rosto por estar menos flĂĄcido;
  • Na barriga menos flĂĄcida;
  • Nos seios por estarem mais durinhos e para cima;
  • Eliminando o pĂ© de galinha;
  • Eliminando o bigode chinĂȘs;
  • Eliminando as marcas de expressĂŁo;
  • Eliminando as celulites e estrias.

Depois de entender melhor o que pode fazer para ter uma pele mais jovem, que tal ver este vĂ­deo sobre o assunto que enfatiza alguns destes tĂłpicos?

Leave a Reply