ūü•á Como tratar as micoses nas unhas dos p√©s e das m√£os ūü§Ē

Rate this post

As micoses são micro-organismos invisíveis a olho nu, mas que podem contaminar qualquer lugar no corpo, principalmente as unhas dos pés e das mãos.

Eles se aproveitam de ambientes √ļmidos e quentes para se reproduzirem, principalmente quem frequenta clubes, piscinas e praias descal√ßo, est√° mais propenso a contaminar-se com as micoses presentes ali.

Se existirem les√Ķes mesmo que pequenas, entre a unha e a pele, os fungos conseguem entrar por baixo dela, e se alojarem para ali come√ßarem um processo infeccioso.

As micoses possuem tratamento?

Para todos os tipos de micoses, existem medicamentos específicos, de uso tópico, aplicável diretamente na região afetada pela infecção, como pomadas, cremes e sprays, e também os de uso oral, como medicamentos em comprimidos ou líquidos.

O tratamento √© √ļnico em cada paciente, e somente o m√©dico ir√° avaliaras op√ß√Ķes e a gravidade do problema.

Princípios ativos mais recomendados nos casos de micoses

-Cloridrato de terbinafrina:esse medicamento combate diretamente o fungo causador da micose na unha e na pele. Nas farm√°cias, ele pode ser encontrado em forma de spray, comprimidos, gel e creme.

Na forma de comprimidos, ele pode causar alguns efeitos colaterais, como: dor de cabe√ßa, diarreia, azia, dor de est√īmago, n√°useas, sensibilidade do paladar alterada e falta de apetite.

Mulheres grávidas ou amamentando não podem utilizarem o produto sem recomendação médica, bem como pacientes que possuem insuficiência renal e insuficiência hepática grave.

-Itraconazol: é indicado para as seguintes micoses: aspergilose, criptococose, meningite criptocócica, histoplasmose, esporotricose, paracoccidioidomicose e blastomicose.

O especialista ir√° avaliar o tempo necess√°rio para o tratamento desses tipos de micose, e acompanhar o crescimento da unha averiguando o seu progresso.

As contra-indica√ß√Ķes, s√£o para pacientes sens√≠veis ao Itraconazol, gr√°vidas, lactantes, com insufici√™ncia card√≠aca congestiva ou com hist√≥rico de problemas card√≠acos na fam√≠lia.

-Griseofulvina:ele está disponível nas farmácias apenas em comprimidos, e pode levar o nome de Fulcin ou Sporostatin.

Como um antif√ļngico poderoso, ele age contra o fungo, impedindo a sua prolifera√ß√£o. As micoses combatidas por esse medicamento, s√£o: na pele, no couro cabeludo, nas unhas e nos p√©s.

Os efeitos colaterais sentidos pelos pacientes que utilizaram a griseofulvina, foram: dor no est√īmago, dor de cabe√ßa, erup√ß√Ķes na pele, tontura, cansa√ßo, ins√īnia, urtic√°ria, fadiga, n√°usea, diarreia e v√īmito.

Gestantes, lactantes, crian√ßas com menos de dois anos, al√©rgicos a penicilina, pacientes com problemas no f√≠gado e l√ļpus, n√£o devem utilizarem o medicamento.

Basta ingerir uma dose √ļnica do medicamento (500 mg) ap√≥s as refei√ß√Ķes, ou divididas duas doses de 250 mg de doze em doze horas.

-Fluconazol:a a√ß√£o anti-f√ļngica do medicamento √© semelhante aos triaz√≥licos, combatendo as infec√ß√Ķes do fungo c√Ęndida (candid√≠ase vaginal ou de orofaringe). Pode ser administrado em comprimidos de 150 mg, como tamb√©m na forma intravenosa, em casos mais complexos.

Os efeitos colaterais sentidos, são principalmente náuseas, diarreia e dor abdominal. Gestantes, lactantes ou alérgicos a qualquer componente da fórmula, não devem usar o medicamento.

Tratamento com laser para micose

Este tipo de tratamento, √© chamado de terapia fotodin√Ęmica, onde √© utilizado o corante azul de metileno, que ao ser aquecido pelo laser vermelho, elimina de forma eficaz os fungos e a prolifera√ß√£o deles.

O tempo das sess√Ķes podem variar, entre uma a tr√™s sess√Ķes por semana (dependendo do caso), levando de um a tr√™s meses no total para a recupera√ß√£o das unhas.

O tratamento adequado e no tempo certo, evita que os fungos voltem a se multiplicar na unha, ou na pele, por isso é tão importante seguir com os cuidados prescritos pelo médico até o final do processo.

A incidência de fungos e bactérias nos pés e entre os dedos, são maiores porque a região não é tão bem irrigada por vasos sanguíneos, o que dificulta o processo do corpo de combater a infecção ou a proliferação desses micro-organismos.

Conheça alguns fatores que, são responsáveis por ajudar a desencadear os fungos nas unhas das mãos e dos pés:

-Pessoas que tenham diabetes (circulação do sangue comprometida, bem como a capacidade do sistema imunológico);

-Idosos;

-Pessoas que são portadoras do vírus HIV;

-Uso de drogas ilícitas;

-Baixa resistência do corpo por qualquer razão;

-Histórico familiar de onicomicose (fungos nas unhas);

-Problemas de circulação nos membros inferiores do corpo;

-Psoríase (escamação da pele, devido a reprodução rápida das células em qualquer parte do corpo, podendo causar dor, vermelhidão, prurido e abscesso);

-Atletas ‚Äď pois ficam muito tempo com cal√ßados e meias, impedindo a respira√ß√£o da pele dos p√©s e ambiente prop√≠cio para fungos.

Geralmente, as micoses nas unhas são assintomáticas, mas é importante observar alguns detalhes externos, que podem determinar a presença de fungos:

-Unhas espessas (grossas);

-Quebradiça;

-Altera√ß√Ķes da forma da unha;

-Unha opaca, sem brilho;

-Coloração escurecida ou amarelada;

-Descolamento da unha (dando a impress√£o de que ela vai cair);

Estudos e pesquisas realizadas com os principais medicamentos para a micose, apontaram que os de via oral como o Terbinafrina e o Itraconazol, são mais eficazes, do que outras apresentadas no mercado farmacológico.

Cada organismo reage de uma forma, diante de um medicamento via oral ou de uso tópico. Por isso, observe atentamente a coloração das unhas, se estão quebradiças, opacas e se está melhorando com o tratamento.

√Č recomendado que para evitar a reinfec√ß√£o por fungos, n√£o se compartilhem objetos pessoais, como toalhas, chinelos e roupas, bem como andar descal√ßo em locais p√ļblicos, e deixar os p√©s limpos e secos.

Quem possui cria√ß√£o de animais em casa, como cachorros, gatos, coelhos e galinhas, devem observar se h√° fungos ou parasitas em seus pelos, patas e ambientes onde vivem, pois pode ser o foco da infec√ß√£o f√ļngica.

Para tal, é necessário procurar um veterinário, para que ele prescreva a melhor medicação para os fungos em animais, evitando que eles se espalhem, e contaminem objetos e as pessoas que moram na casa.

Os recipientes de √°gua e comida dos animais, devem estar sempre limpos, secos e distantes de entulho, lixo e ac√ļmulo de objetos, para que esses n√£o atraiam roedores, aranhas, escorpi√Ķes e cobras.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Leave a Reply