đŸ„‡ IntolerĂąncia a glĂșten: Saiba o que Ă©, sintomas, causas e tratamento đŸ€”

đŸ„‡ IntolerĂąncia a glĂșten: Saiba o que Ă©, sintomas, causas e tratamento đŸ€”
Rate this post

HĂĄ muitas pessoas que, apesar de nĂŁo terem a doença celĂ­aca, sofrem quando consomem um produto com glĂșten. É um quadro clĂ­nico semelhante Ă  doença celĂ­aca, mas com algumas diferenças. Os especialistas chamam isso de intolerĂąncia ao glĂșten nĂŁo celĂ­aca e se manifesta com alguns sintomas intestinais e extraintestinais. Esta condição Ă© diagnosticada apĂłs uma sĂ©rie de testes que permitem excluir a doença celĂ­aca.

IntolerĂąncia ao glĂșten nĂŁo celĂ­aca, O que Ă©?

O glĂșten Ă© uma proteĂ­na de vĂĄrios alimentos como trigo, aveia e amplamente usada na indĂșstria e algumas pessoas nĂŁo toleram bem.

Durante os Ășltimos anos, começou-se falar sobre a sensibilidade ao glĂșten nĂŁo celĂ­aco. É uma patologia sofrida por pessoas que, apĂłs as anĂĄlises correspondentes, foram descartadas a possibilidade de sofrer alergia ao trigo ou doença celĂ­aca.

A doença celĂ­aca Ă© uma doença autoimune causada pelo consumo de glĂșten. A alergia ao trigo Ă© uma reação aos componentes mediados pelo trigo. Quanto Ă  intolerĂąncia ao glĂșten nĂŁo celĂ­aco, embora as pessoas que consomem glĂșten manifestem sintomas semelhantes aos dos pacientes com doença celĂ­aca, em geral o quadro clĂ­nico Ă© muito menos grave.

Na intolerĂąncia ao glĂșten, nĂŁo se observam autoanticorpos ou anticorpos antitransglutaminase teciduais ou comorbidades autoimunes. O intolerante ao glĂșten tambĂ©m apresenta alteraçÔes histolĂłgicas da mucosa do intestino delgado.

É importante ressaltar que, apesar do fato de que a intolerĂąncia ao glĂșten seja mencionada, atualmente nĂŁo se sabe ao certo o que causa essas reaçÔes.

Vårias investigaçÔes visam determinar se é este componente de trigo, carboidratos ou outras proteínas que causam a sintomatologia.

Como a doença celĂ­aca, pesquisas sĂŁo feitas para descobrir as causas desse mal-estar. AtĂ© agora nĂŁo se sabe se Ă© o glĂșten ou alguma outra substĂąncia encontrada no trigo que causa as reaçÔes sofridas por essas pessoas.

Sintomas da IntolerĂąncia a glĂșten

Do ponto de vista clĂ­nico, o intolerante ao glĂșten tem sintomas gastrointestinais que variam de diarreia, dor ou inchaço abdominal. Apresentam tambĂ©m alguns sintomas extraintestinais, como dores musculares ou articulares, fadiga, dificuldade de concentração, dores de cabeça, entre outros.

Alguns especialistas apontam que esta condição também se manifesta com sintomas tais como transtorno abdominal semelhante a síndrome do intestino irritåvel leve dor de cabeça, formigamento nas extremidades, dores musculares, fadiga, dor nas articulaçÔes e até mesmo depressão.

DiagnĂłstico

As pessoas que sofrem os sintomas indicados acima devem passar por exames para determinar a origem de seu desconforto.

É uma avaliação relativamente nova. Fala-se de intolerĂąncia ao glĂșten desde meados dos anos oitenta. Por esse motivo, ainda existem dĂșvidas sobre seu diagnĂłstico e tratamento.

Os especialistas ainda nĂŁo possuem biomarcadores validados para fazer o diagnĂłstico de sensibilidade ao glĂșten nĂŁo celĂ­aca. Por esse motivo, hĂĄ pouca informação epidemiolĂłgica a esse respeito.

SĂŁo realizados testes nos quais o paciente Ă© solicitado a realizar a dieta isenta de glĂșten e a evolução Ă© observada. Ao eliminar o glĂșten da dieta, os sintomas desses pacientes melhoram em poucas semanas. No entanto, eles reaparecem quando expostos ao glĂșten novamente. Ocorre uma recaĂ­da do paciente, pelo que se determina que o tratamento consiste em seguir uma dieta rigorosa isenta de glĂșten para toda a vida.

Tratamento

O Ășnico tratamento Ă© seguir uma dieta sem glĂșten. Cada caso deve ser analisado pelo especialista. Geralmente, diz-se que a alimentação sem glĂșten nĂŁo Ă© definitiva, como no caso da doença celĂ­aca. A dieta pode ser temporariamente limitada, embora os perĂ­odos de tempo nĂŁo devam ser inferiores a um ou dois anos. O fornecimento de glĂșten em indivĂ­duos intolerantes deve ser avaliado individualmente. O limite de tolerĂąncia de cada paciente deve ser levado em consideração

Dieta para pessoas intolerantes ao glĂșten

O glĂșten Ă© a proteĂ­na de certos grĂŁos, como trigo, cevada, centeio, aveia, espelta, kamut ou triticale. O problema encontrado principalmente por pessoas com doença celĂ­aca Ă© que o glĂșten nĂŁo estĂĄ apenas nestes alimentos, mas que a indĂșstria tem usado o glĂșten como um espessante em muitos produtos.

A dieta que as pessoas que sofrem de intolerĂąncia a glĂșten devem seguir parece fĂĄcil, basicamente eles devem simplesmente evitar alimentos que contenham glĂșten. No entanto fica complicado quando se vĂȘ que, o glĂșten nĂŁo estĂĄ apenas em 4 ou 5 cereais, mas Ă© usado pela indĂșstria em uma variedade de produtos.

 

É por isso que se deve ter uma diretriz de alimentos que contĂȘm glĂșten, alimentos que podem conter glĂșten e alimentos que nĂŁo contĂȘm glĂșten.

Alimentos sem glĂșten

Leite e derivados, cabras e vĂ­sceras frescas, congeladas e conservadas na natureza

Peixe ou marisco natural fresco ou conservado

Ovos

Legumes, verduras e tubérculos

Frutas

Arroz, milho, tapioca

Legumes

Azeite ou sementes

AçĂșcar e Mel

Café ou chås

Frutas secas naturais

Sal, vinagre de vinho, ramo natural ou especiarias de grĂŁos

Alimentos que podem contĂȘm glĂșten

Embutido e Patés

Farinha de arroz ou outros cereais que possam estar contaminados

Queijos processados, passĂ­veis de espalhar, ralados ou fatiados

Conserva de carne e peixe, especialmente se eles carregam molhos

Molhos

Substitutos do café

Chocolate e cacau

Porcas assadas ou fritas

Doces e doces

Sorvete

Alimento com glĂșten

Embutidos e Patés

Farinha de arroz ou outros cereais que possam estar contaminados

Queijos processados, passĂ­veis de espalhar, ralados ou fatiados

Conserva de carne e peixe, especialmente se eles carregam molhos

Molhos

Substitutos do café

Chocolate e cacau

Porcas assadas ou fritas

Doces e doces

Sorvete

Fique atento a contaminação cruzada

Outro dos problemas mais comuns Ă© a contaminação cruzada. Ou seja, a contaminação de um alimento sem glĂșten por outro, que o contenha, devido ao manuseio inadequado.

É importante saber que vocĂȘ nĂŁo pode usar os mesmos utensĂ­lios como facas, conchas, etc. e as mesmas superfĂ­cies de trabalho (mesa, tĂĄbua, etc.) ao cozinhar alimentos sem glĂșten e com glĂșten. Eles devem ser devidamente limpos antes.

Leia os rĂłtulos

Todos os produtos embalados serĂŁo rotulados, incluindo informaçÔes sobre quem fez, qual o peso e, o que Ă© mais importante para vocĂȘ, a lista de ingredientes. Na lista de ingredientes nĂŁo deve incluir nenhum cereal ou farinha, amido, sĂȘmola ou proteĂ­na de trigo, cevada, centeio, aveia, espelta, kamut ou triticale.

É isso gente, o artigo termina por aqui mas se vocĂȘ quiser voltar para pagina inicial Ă© sĂł clicar no link. Beijos

Leave a Reply